quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Não sou hipócrita !

Cavaco-Silva-2.jpg (454×320)

Assino tudo o que, de uma forma correcta, contribua para correr com este homem do lugar institucional que ocupa por incapacidade política e por incumprimento de valores de cidadania.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Faz-me pena


um idoso, assim no fim da vida, a ter só 10.000 euros por mês de pensões acumuladas...
Triste vida...triste fim ...!

Publicidade assertiva


Faixa colocada no Terreiro do Paço, na vedação dos barcos do barreiro, em frente ao Ministério das Finanças…
Description: Imagens
                                                          engraçadas -
                                                          Atenção

Lembram-se ?

Vermelho Cor de Alface: Ano de desígnio

Parece que já estava a adivinhar ...

Sindicatos ou Sindipatos

ugt.gif (288×291)

IMAGEM_NOTICIA_0.jpg (200×125)













Passos Coelho foi o principal vencedor com a assinatura do Acordo da Concertação Social e as Centrais Sindicais as principais vencidas.
Com  a ruptura que se seguiu entre as organizações sindicais, PPC  conseguiu sair do processo com as organizações dos trabalhadores diminuidas no seu poder e com as futuras capacidades  de mobilização conjunta completamente esfrangalhadas.
Os trabalhadores, verdadeiros destinatários do trabalho dos sindicatos, ficaram mais desprotegidos.
A UGT e a CGTP, neste processo, foram uns verdadeiros PATOS...

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

E a Hungria aqui tão perto

As recentes alterações constitucionais na Hungria, já condenadas pela União Europeia, veio relançar a discussão sobre o futuro da Europa e sobre o que leva um povo, recentemente liberto de um regime totalitário, a embarcar num processo que o faz retroceder, agora que vivia em Democracia, para um regime que se apresenta, de novo, autoritário.
E vem relançar a discussão pelos motivos, já bem à vista, da proliferação e aumento de notoriedade de movimentos ligados à extrema direita.
E que razões podem justificar o aumento de adeptos destas formas de intervenção política ? Em primeiro lugar a desilusão que o regime democrático, porque incapaz de dar resposta aos desejos das populações, tem  sido incapaz de colmatar. Os cidadãos voltam a olhar para soluções paternalistas que lhes facultem o mínimo dos mínimos como preferíveis à livre expressão liberal das suas capacidades e daí à não dependência do Estado.
A promoção da "ideologia" ultra-neo-liberal que tem sido a pedra de toque da política económica global, o canibalismo dos mercados, a falta de respeito pelos direitos consagrados nas constituições democráticas, especialmente na Europa, como a defesa  do Estado Social, são razões suficientes para que os povos olhem para soluções, em que vendendo os direitos de Liberdade real, se considerem mais protegidos, nem que o seja minimamente.
A corrupção, os escandalos, a falta de credibilidade dos governos e governantes, o desparecimento de aspectos básicos no que se refere à Educação, à Saúde, à Protecção Social, à Cultura, etc. fazem parte do caldo que leva à decepção dos cidadãos.
E é aqui que se entronca a relação com o que se passa no nosso país.
Não será de estranhar que a curto/médio prazo estas manifestações de desagrado se possam vir a verificar no nosso país.
E ultimamente, ainda mais grave, tem-se verificado algo de ainda mais preocupante como a caça às bruxas que se tem desenvolvido com o ataque descabelado às obediências maçónicas para já não falar nas declarações de gente com responsabiliades, que chocaram a grande maioria,  em que o desprezo a que eram votados os mais desprotegidos  ou, também, o exacerbamento do valor individual e a sua recompensa, mesmo que despudoradamente chocante.
Por isso, ou levamos a peito a defesa efectiva dos nossos valores democrático ou podemos descobrir um dia destes que acordamos num outro regime.

domingo, 8 de janeiro de 2012

A que obediência pertencem estes ?

Porta-entreaberta.jpg (589×340)
Com tanta conversa sobre interesses em meandros da Maçonaria como se tem visto ultimamente e da influência que tal situação tem no compadrio das nomeações e nos favores políticos esta notícia vem na realidade levantar uma nova questão:
-E estes, a que obediência maçónica pertencem, a que secreta organização, a que grupo de pressão ?
Ninguém vai indagar ou será que toda a gente já sabe quais as razões ?


"Catroga proposto para presidente do conselho geral e de supervisão da EDP


Eduardo Catroga, Celeste Cardona, Paulo Teixeira Pinto e Ilídio de Pinho figuram entre as 23 pessoas propostas para integrarem o conselho geral e de supervisão da EDP, segundo uma proposta a votar na assembleia-geral de accionistas.
De acordo com a proposta à reunião magna de accionistas, que consta na página na Internet da EDP, Eduardo Catroga, ex-ministro das Finanças entre Dezembro de 1993 e Outubro de 1995 (terceiro Governo de Cavaco Silva), é o nome proposto para presidente do conselho geral da EDP.
Além do ex-ministro das Finanças e das ex-ministra da Justiça Celeste Cardona, figuram ainda, entre os nomes propostos, a Parpública, a José de Mello Energia, Carlos Santos Ferreira, José Maria Espírito Santo Ricciardi, o também ex-ministro das Finanças do segundo Governo de Cavaco Silva Jorge Braga de Macedo, o ex-secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros Paulo Teixeira Pinto, e o ex-governador de Macau Rocha Vieira."(O Sol)


Aceda a:
http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=38208

sábado, 7 de janeiro de 2012

Os tiques antidemocráticos do PM

passos_coelho_not_baixo.jpg (400×300)

revelam-se, e bem, em expressões como a que a seguir transcrevemos.
Elas não representam mais do que o seu  profundo desrespeito pela AR perante a qual é responsável único pelo governo e que dela depende.
São tiques antidemocráticos como estes que revelam quanto um governante não é de confiança porquanto se julga superior na sua função e menoriza a importância fundamental do parlamento que lhe controla a actividade. Já por cá tivemos disto e livrá-mo-nos da situação em Abril de 74. Não queremos mais, o que parece ser desejado pelo senhor primeiro ministro, um parlamento de fantoches; pelo contrário, o parlamento democrático serve, também, para acabar com as fantochadas e/ou os acessos de autoritarismo de um PM em palpos de aranha.
E cuidado...isto não é para esquecer. É, e muito pelo contrário, para ficar atento.

"Vamos trabalhar agora, já são horas" - diz Passos à saída do Parlamento.

Aceda a:

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Da crise moderna...

Ciceron_tete.gif (280×420)


La pensée du jour:

"Les finances publique doivent être saines,
 le budget doit être equilibré,
 la dette publique doit être réduite,
 l' arrougance de l' administration publique doit être combattue et controlée
 et l'aide aux pays étrangers doit être diminuée de peur que Rome ne tombe en faillite.
 La population doit encore apprendre à travaillé au lieu de vivre l'aide publique. "

Cicéron - 55 avant Jésus Christ

MORALITÉ : La crise dure depuis 2065 ans !  C'est rassurant !

Aproveitem,


por enquanto nem se paga imposto !

(Imagem roubada à Emília Machado no FB)

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Um mau recomeço -II

A permanente colagem do Partido Socialista às palavas hipócritas do Senhor Presidente da República são, de novo, um mau sinal para o futuro.
O actual PS continua a ser incapaz de se assumir como oposição real e efectiva a um projecto que é acarinhado pela direita e pelo próprio PR apesar deste último se apresentar como crítico inconsequente das medidas do governo.Quem muito se agacha algo lhe aparece, assim está o PS... Este poderá ser o slogan deste descaracterizado Partido Socialista de boa memória de luta em tempos passados, antigos e recentes, em que os apoiantes da Esquerda Democrática não se revêem.Um mau recomeço...

(Repetição devido a falha da NetworkedBlogs)

Um mau recomeço


A permanente colagem do Partido Socialista às palavas hipócritas do Senhor Presidente da República são, de novo, um mau sinal para o futuro.
O actual PS continua a ser incapaz de se assumir como oposição real e efectiva a um projecto que é acarinhado pela direita e pelo próprio PR apesar deste último se apresentar como crítico inconsequente das medidas do governo.
Quem muito se agacha algo lhe aparece, assim está o PS...
Este poderá ser o slogan deste descaracterizado Partido Socialista de boa memória de luta em tempos passados, antigos e recentes, em que os apoiantes da Esquerda Democrática não se revêem.
Um mau recomeço...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...