sábado, 31 de julho de 2010

Reserve-se mas nunca se sirva...

Ainda ontem cheguei e já estou com vontade de mandar um almirante lamber sabão.
É que a propósito da entrevista do Almirante, na reserva, Vieira Matias ao "i" só me vem à ideia uma questão:
No dia 25.04.1974, Manuel Alegre estava exilado e tinha durante muitos anos lutado pelo  fim da ditadura.Nós sabiamos onde ele estava !

E o Senhor Almirante ? Onde estava no 25 de Abril ?
A polir as dragonas e a continuar a guerra  de um governo indigno ?
Mais !
Será que os militares que fizeram o 25 de Abril denegriram o combate ou menosprezaram os seus companheiros de armas ainda no teatro de operações ?
Pense bem, Senhor Almirante, na reserva a que devia levar o seu pensamento...
Se calhar o Senhor não devia ter sido Chefe do Estado Maior....em Democracia ; talvez tivesse ficado melhor na reserva da ditadura.
Sem mais comentários  !

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Um último apontamento

Creio que este será o último apontamento que faço de Oldenburgo antes do meu regresso.
Curiosamente, passeando pelo centro desta cidade, reparei que no restauro do pavimento de uma das suas antigas ruas se estava a utilizar um sistema de calcetamento semelhante à calçada portuguesa.
Não resisti a tirar a fotografia. Afinal, é uma ilusão sadia ver Lisboa em Oldenburgo. Talvez sejam as saudades da cidade, é conveniente dizê-lo, já que muito do resto que por lá se passa...

Freport . E agora ? (II)


Hoje é ensurdecedor o silêncio dos cobardes...

Com os agradecimentos ao "Jumento".
Aceda a :
http://jumento.blogspot.com/2010/07/o-silencio-dos-cobardes.html

terça-feira, 27 de julho de 2010

Freeport . E agora ?

E a minha pergunta continua a ser a mesma até que alguém me dê uma resposta . E agora ?
Quem releva os difamados  da intensa e obscena campanha de que foram vítimas ?
Quem responderá pela incrível caça ao homem, ao assassínio de carácter, ao bom nome de que todos são merecedores até serem acusados por quem de direito.
Descupem, mas para mim isto é essencial.
Exijo a punição de todos os que a coberto de investigações e pseudo-investigações suportadram teorias, lançaram anátemas, que se destinavam a cruxificar na praça pública cidadãos, fossem eles quais fossem, exercessem os cargos que exercessem.
Não foi para uma sociedade destas que os da minha geração fizeram uma revolução. Se é necessário dizê-lo mais alto diz-se : NÃO FOI PARA UMA SOCIEDADE DESTAS QUE SE FEZ UMA REVOLUÇÃO EM 1974 !
Estes eram métodos do antigo regime. Custa-me  vê-los de volta em plena Democracia.
Custe a quem custar este processo tem de ter consequências.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Bad Zwischenhahn - Um passeio em tarde de Domingo

Uma localidade perto de Oldenburgo conhecida por ser zona termal.
A banha-la tem um grande lago que nos foi dado a possibilidade de percorrer, durante cerca de uma hora, num agradável "ferry". Uma particularidade: a bordo tem serviço de cafetaria quer na zona coberta como descoberta da embarcação.
As margens do lago , Bad Zwischen Meer, estão polviladas de casas e mansões construídas no meio de um belíssimo arvoredo, todas, ou quase , com cais de acostagem, além, também, de estabelecimetos hoteleiros onde se vê muita gente "senior".
No lago, imenso, barcos a motor e à vela são perseguidos por pequenas gaivotas, o que me fez lembrar a minha Lisboa.
Aparte disso, no parque propriamente dito, além de zona de banhos, espalanadas, zonas de lazer para os mais novos, pelo meio das árvores ainda aparecem construções antigas, típicas de velhas quintas da região, algumas das quais com duzentos anos mas perfeitamente restauradas.
E por ali se ficou passeando e conversando até cerca das 19 ( 18 em Lisboa )  com  a muita luz de um fim de tarde prazenteiro.
Havemos de voltar.
Deixo-vos as fotografias.

domingo, 25 de julho de 2010

"Tag der Museen"


Pois tive a sorte de ter hoje o dia dos Museus em Oldenburg.
Entrada à borla como é de bom tom e não só por estas bandas.
Nesse sentido fui ao "Prinzenpalais" ver uma exposição de pintores alemães com telas dos sec.XIX e XX.
Num palacete antigo desta cidade arquiducal, numa manhã com um bom sol e muita luz interior, foi uma boa visita, calma, e com bons resultados visuais.
Deixo-vos dois exemplos:


quarta-feira, 21 de julho de 2010

Dos declarados candidatos ...

à Presidência da República, e  do que ainda não teve coragem de o assumir, apenas Manuel Alegre já veio a terreiro tomar posição sobre o projecto de revisão constitucional de Pedro Passos Coelho e amigos.
Tanto silêncio torna-se ensurdecedor...
Ou será que estão de acordo com o proposto  e têm vergonha e/ou medo de o declarar e com isso perder votos?
Cheira-me que é, precisamente, o que está a acontecer!
Desejam-no mas o medo e a vergonha impede-os...

Talvez seja uma boa ideia

 

terça-feira, 20 de julho de 2010

Mais dois apontamentos sobre Oldenburgo


Desta vez tive a grata surpresa de, ao visitar o Horst-Janssen Museum, me deparar com duas belas esposições : uma de litografias de Picasso e outra de Madeleine Heublein.
Boa recordação que daqui levo.

O outro apontamento, mais gozado, passa-se em pleno centro da cidade, junto à Sankt Lambertikirche.
Dei pela existência de uma casa de gelados com uma nome bem italiano, a Gelateria Centrale, que aparte os belíssimos gelados e boa esplanada, me deu a conhecer uma inteira companhia de empregados quase todos............brasileiros.
Até parecia que estava em Lisboa mas não, estava em Oldenburgo , na Baixa Saxónia.
Claro que tudo o que foi pedido o foi de forma muito mais fácil e risonha. e bem tagarelada.

domingo, 18 de julho de 2010

Os aliados estratégicos de Cavaco

 A esquerda no seu esplendor ...!

Dois apontamentos de Oldenburgo

É uma pequena cidade com os seus contrastes mas muito agradavel e pacífica.
Na primeira foto  um aspecto da zona residencial de Bümerstede onde tenho habitado. Podem ver a calma e a quase inexistência de movimento rodoviário.
Na segunda, uma parte do centro da cidade , num sábado à tarde, onde o automóvel não circula nem sequer as tão afamadas, por estes sítios, bicicletas que se quedam estacionadas nas entradas de acesso ao centro.
Para quem quer descansar e não pensar em nada mais é uma boa solução.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Freeport visto de longe

Pelas últimas informações que consegui, via internet, o "Caso Freeport" tem o final que muitos, há longo tempo, aguardavam.
A montanha não pariu um rato mas, sim, uma formiga .
Num país onde houvesse Justiça, e ainda gostaria de acreditar que no meu existe, ao cidadão José Sócrates, vilipendiado que foi durante anos e anos, sujeito a uma pressão nunca vista, apesar do seu alto cargo, deveria ser prestada publicamente, por quem de direito, e se possível pelo mais alto magistrado da nação que assistiu impávido ao decorrer de todo o processo, uma manifestação de desagravo por todos aqueles que aproveitando os ventos se dedicaram, por motivos óbvios, ao sacrifício do carácter de um cidadão.
Gostava que, aparte o se estar de acordo ou não com a política governamental, que os portugueses pensassem o quão importante é a preservação da imagem pessoal e os custos, pessoais, familiares e politicos de campanhas como as que foram e continuam a ser dirigidas ao cidadão que não é, por acaso, o Primeiro Ministro do País.
Será que todos aqueles que propalaram a mentira, fundamentalmente os que se aproveitaram da sua situação previlegiada na Comunicação Social, vão ser obrigados a retratarem-se.
Num país onde houvesse Justiça assim devia ser acontecer.

domingo, 11 de julho de 2010

Hoje apetece-me W.B. Yeats


COM O TEMPO A SABEDORIA

Embora muitas sejam as folhas, a raiz é só uma:
Ao longo dos enganadores dias da mocidade,
Oscilaram ao sol s minhas folhas, minhas flores;
Agora posso murchar no coração da verdade.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...