terça-feira, 30 de março de 2010

Este homem está "possuído"


O padre Gabriel Amorth, o mais celebrado exorcista vaticano de hoje, deve estar possuído.
Só assim se entende as suas palavras transcritas no link - Religionen liberdad.com - que abaixo se apresenta.
Depois de João Paulo II dizer que o diabo não existe vem este senhor contestá-lo, afirmando que o que se passa actualmente na igreja é obra do diabo.
Temendo, certamente o desemprego, mandou a infalibilidade papal às urtigas e reafirma a existência do "danado"...
E ainda há quem diga que são os inimigos da igreja que estão a provocar todo este escândalo. Com amigos destes a ICAR bem pode fechar as portas.
Para ler na totalidade aceda a:
http://www.religionenlibertad.com/articulo.asp?idarticulo=7938

segunda-feira, 29 de março de 2010

1000


 Este é o milésimo post que eu insiro neste blog.
Coisa nunca pensada, começou tudo quase por brincadeira em 23.06.2008, embora o dia não fosse feliz.
Caberá aqui, no fundo, agradecer a quem me levou a iniciá-lo - O Bernardo e a Maria Leonor.
Caberá, também e sobretudo, agradecer a quem me leu e me incentivou a continuar ao longo destes quase 22 meses.
Haveria muitos nomes que, talvez porque mais intervenientes, poderia referir mas seria ingrato para com todos os outros pelo que, na minha omissão, sabem que muito os considero.
Como parar está fora de questão aguardemos por mais mil com a vossa companhia.

Obrigado.

Ratzinger fez cartilha secreta para "ocultar crimes sexuais"


Depois disto, o tão recto Cavaco ainda vai assistir e servir de acólito em todas as missas que o cardeal Ratzinger celebrará em Portugal, desonrando quem  no país e em todo o Mundo luta e denuncia os crimes como a pedofilia?

Notícia no DN on-line de hoje.
Para a ler na totalidade aceda a :
http://dn.sapo.pt/inicio/interior.aspx?content_id=646825

A roupa suja


Um bom exemplo de uma igreja velha e caduca.

Cardeal português José Saraiva Martins:
"Não devemos ficar demasiado escandalizados se alguns bispos sabiam e mantiveram o segredo. É isso que acontece em todas as famílias. Não se lava a roupa suja em público."

Mas ao menos podiam tê-la lavado em casa...
Agora deixar a roupa suja no cesto além de anti-higiénico é uma badalhoquice.

Save Mohammad Valian from Execution


Está a decorrer uma petição a nível internacional a favor de Mohammad Valian, estudante iraniano, condenado à morte por motivos religiosos.
Se a pena de morte é já, só por si, uma aberração na consciência do mundo civilizado, pelo motivos apresentados, delito de consciência e pensamento, maior condenação deve merecer.
Se quizer assinar a petição a favor de Mohammad Valian,
aceda a:
http://www.gopetition.com/online/34547.html

domingo, 28 de março de 2010

"A pedofilia na Igreja Católica"

Novamente, no DN de 26.03.10, um artigo corajoso do padre Anselmo Borges que, de uma forma simples e compreensível a todos, fala abertamente e aponta os problemas que rodeiam este tema no que à ICAR diz respeito.
E não necessita de grandes e elaborados discursos, vai directo ao assunto e aponta o dedo, sem medo, às razões e aos individuos.
Um texto que vale a pena ser lido por todos, crentes e não crentes.
Apenas algumas frases importantes do texto:
  • "Mas é natural que o que se passou no seio da igreja seja mais chocante, já que se confiava mais nela. Até há pouco tempo, a igreja pensou que era a guardiã da moral e que queria impor os seus preceitos a todos....ao mesmo tempo que se julgava imune à crítica".
  • "A igreja tem dificuldade em lidar com a nova situação, mas de qualquer modo, tendo sido tão moralista no domínio sexual, tem agora de confrontar-se com este tsunami, que exige uma verdadeira conversão e até refundação, no sentido de voltar ao fundamento, que é o Evangelho."
  • "Mas também não se poderá desvincular totalmente o celibato obrigatório da pedofilia..."
Sabendo-se o que já foi dito por alguns dignitários da ICAR, um dos quais o cardeal português Saraiva Martins, antido responsável da congregação dos santos, este texto é por demais importante e elucidativo.

Para ler o artigo completo aceda a :
http://dn.sapo.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=1529412&seccao=Anselmo Borges&tag=Opini%E3o - Em Foco

Dúvidas da entrevista de Louçã

Da entrevista concedida por Francisco Louçã ao Diário Económico poucas coisas são novidade. Desde a sua intransigência em alguma vez entrar numa política séria de alianças, ao seu combate principal, como é natural de um pequeno partido de esquerda contestatária, ao Partido Socialista e às suas políticas de compromisso numa Europa e num Mundo em que isso não é só necessário como vital.
Mas o que mais dúvidas me suscitou foi o posicionamento face a Manuel Alegre.
Não consegui descortinar se Louçã e o BE apoiam Alegre ou se estão a utilizar de Alegre.
Perante a tarefa extremamente dificil que o candidato de Águeda tem pela frente no combate desigual com Cavaco mais me parece que Louçã e o seu Bloco estão a utilizar  Manuel Alegre como arma de arremeço e desgaste do Partido Socialista para futura cobrança de benefícios .
Quando se pretende uma frente unida num propósito não se exclui ninguém. Esquecem-se o que disseram de Lello quando este afirmou que não apoiava Alegre; do mesmo se afirma agora Louçã face à participação possível de Sócrates na campanha ao lado de quem se recusa a fazê-lo.
Quando Louçã se afirma opositor frontal do Partido do Governo, e que não diga hipocritamente que é só de José Sócrates e amigos, está a condicionar a participação do PS e do seu secretário-geral na campanha e a deixar transparecer que seria politicamente benvindo ao Bloco, o não apoio dos socialistas ao candidato, para com isso poder abrir uma nova frente de contestação popular à esquerda contra os seus inimigos políticos de eleição.
E Manuel Alegre, que posição tomará?
Também para ele fica difícil a gestão da sua campanha face à deterioração da relação entre apoios.
Também ele terá de medir o discurso político e não se deixar entusiasmar com tiradas que lhe poderão render alguns votos mas lhe poderão retirar muitos mais.
Mas isso a Louçã não importa, desde que o Bloco ganhe (?) mais algumas franjas no combate com o Partido Socialista e José Sócrates.

sábado, 27 de março de 2010

Ainda bem, Passos Coelho! Porquê?


Era previsível a victória de Passos Coelho para a Presidência do PSD.
Qual formiguinha, nos últimos dois anos, foi paulatinamente construindo o seu caminho dentro da partido, alheando-se das lutas e das tricas, aparecendo com uma imagem de credibilidade perante os militantes de base, capaz de os fazer sonhar com o poder, não tanto pelo projecto político que defende, em nada social-democrata, mas por se poder (?) traduzir a curto (?) prazo num regresso do PSD ao palacete de S. Bento.
E no PSD isso é o importante, não a ideologia que formata o partido em si mesmo.
Mas ainda bem, porquê?
Porque aparecendo Passos Coelho como um indesejado pelo aparelho partidário demasiadamente ligado ao legado cavaquista, é mais do que óbvio que a partir de agora, destronados que foram os barões e baronetes apostados na manutenção do poder  dentro do partido, se vai assistir mais ao debate político e não a quesílias e processos de intenção baseados em pequenos ódios e incompreensões pessoais que dominaram o consulado de Manuela Ferreira Leite.
E se, com a profunda derrota do populismo de Rangel alcandorado a "enfant terrible" do partido e que se demonstrou um fiasco político para lá da sua habilidade de tribuno, pôde emergir uma corrente declaradamente liberal, mais chegada à direita, que é o projecto de Passos Coelho, tal se torna altamente benéfico para a definição politico-partidária no país com influência no futuro de outras forças políticas como é o caso, indevidamente esquecido, de Paulo Portas e do CDS. Por outro lado, os resquícios de social-democracia que ainda existiam no PSD, e que nestas directas eram representados por Aguiar Branco, foram varridos para debaixo do tapete da S. Caetano, com uma votação ínfima, o que diz bem do caos em que se tornou o pensamento formal dentro do partido. E ainda diz Pedro Passos Coelho que o PSD não é um saco de gatos...
Mas será só o PS e Sócrates a temer com a ascensão deste político jovem e determinado ?
É aqui que os analistas se esquecem de Paulo Portas e do CDS. Com esta definição do PSD mais à direita, P.P. vê entrar no seu espaço político alguém que lhe vai retirar margem de manobra, no qual estava à vontade para poder  condicionar e entrentar o Governo, quer pela postura mas também, e fundamentalmente, pelas propostas económicas e sociais, que lhe são muito mais, se não concomitantemente, próximas.
Portanto, Portas é o primeiro a temer concorrência.
À esquerda, perdida que foi a aliança contra-natura com Manuela Ferreira Leite no desgaste governamental, iniciar-se-à uma luta ideológica, contra o liberalismo de Passos Coelho; e aqui não será apenas o BE e o PCP. O PS terá todo o interesse em vincar a distinção dos projectos políticos, colando o PSD ainda mais para a direita parlamentar. Aqui se confrontarão as teorias de mais ou menos Estado; mais ou menos segurança estatal face às contigências dos mercados de trabalho e segurança quer social quer no ambito se SNS.
Mas e PS e Sócrates ?
Terão de ser confrontados com a sua permanente tentaiva de ganhar o centro político que agora se tornará mais problemático. Será necessário ao PS e a Sócrates fazer vingar a sua teoria de um Estado mais do que regulador, interveniente na salvaguarda dos direitos e ambições dos cidadãos, coisa que não está nem estará expressa nas políticas de Passos Coelho.
É que não esqueçamos. Quem vota quer o maior benefício mas também não aceita o maior prejuizo. Esta também será uma das permissas com que se debaterá Pedro Passos Coelho na sua deriva liberal.
Portanto, ainda bem que o PSD tem um novo líder com propostas vincadas ideológicamente.
O PS terá, pela primeira vez, e de forma positiva, uma política com que se defrontar e mostrar os benefícios da sua.
O CDS terá de fazer pela vida se não quer perder o pé na sua área de influência.
O BE e o Bloco de Esquerda terão a oportunidade de, contrariamente ao sucedido até agora, ter, não um inimigo de estimação, mas um contendor ideológico a que se dedicar, a não ser que se esvaziem ou perfiram ter uma direita que lhes mantenha um passaporte para a contestação. Na realidade o BE e o PCP sempre preferiram manter no poder grandes adversários ideológicos que lhes mantêm o estatuto de oposição aguerrida em vez de um Partido Socialista que lhes disputa o espaço e os confronta nas suas próprias intenções políticas.
Por isso, Pedro Passos Coelho é benvindo. Vai obrigar à definição partidária à esquerda e à direita e acabar com situações dúbias.
Agora, será bom para o PSD ? Essa é a grande incógnita!
Passos Coelho será o que os seus correlegionários deixarem que seja. O que o poder dentro do partido o deixar fazer.
Mais interessante será observar, futuramente, o que dirão os Pachecos, os Jardins e os Graça Mouras.É aí que se vai jogar o futuro de Passos Coelho na política nacional. Será dentro do seu próprio partido, não cá fora.
E ele sabe-o...e Sócrates também...

quarta-feira, 24 de março de 2010

Só mais uma t-shirt



Já que está na moda promover-se a exibição de t-shirt's alusivas a contecimentos, que tal, aquando da visita de Bento XVI e nas manifestações religiosas que tiverem efeito, aparecerem os crentes, que são quem deve estar presente, a manifestar ao Papa o seu repúdio perante a avassaladora corrente de maus tratos infantis e pedofilia que têm sido praticadas em instituições dependentes da ICAR ? Não será um imperativo de consciência ?
Que tal uma t-shirt memso em frente do narizinho papal dizendo:


NÃO PERDOAMOS O IMPERDOÁVEL!
                                               
  ou
                                                
QUANDO CRISTO DISSE "DEIXAI VIR A MIM AS                         
CRIANCINHAS" NÂO ERA PARA ABUSAR DELAS...

Talvez sua "santidade" pensasse em reformular a carta de desculpas...

Irene Sendler

Pela importância da notícia que até a mim chegou, via e-mail, não posso deixar de a transcrever e dar a conhecer.
Também eu desconhecia esta figura e penitencio-me.
Existe, na realidade, muita gente extraordinária cuja vida, um exemplo, nos passa ao lado, não faz manchetes nos jornais nem é apresentada nas televisões .
Um texto , cuja introdução transcrevo do próprio e-mail recebido, que desde já muito agradeço pela oportunidade que me dá de fazer justiça:

"Uma senhora de 98 anos chamada Irene acabou de falecer.
Durante a 2ª Guerra Mundial, Irena conseguiu uma autorização para trabalhar no Gueto de Varsóvia, como especialista de canalizações.
Mas os seus planos iam mais além... Sabia quais eram os planos dos nazis relativamente aos judeus (sendo alemã!)
Irena trazia meninos escondidos no fundo da sua caixa de ferramentas e levava um saco de sarapilheira, na parte de trás da sua camioneta (para crianças de maior tamanho). Também levava na parte de trás da camioneta, um cão a quem ensinara a ladrar aos soldados nazis quando entrava e saia do Gueto.
Claro que os soldados não queriam nada com o cão e o ladrar deste encobriria qualquer ruido que os meninos pudessem fazer.
Enquanto conseguiu manter este trabalho, conseguiu retirar e salvar cerca de 2500 crianças.
Por fim os nazis apanharam-na e partiram-lhe ambas as pernas e os braços e prenderam-na brutalmente.
Irena mantinha um registo com o nome de todas as crianças que conseguiu retirar do Gueto, que guardava num frasco de vidro enterrado debaixo de uma arvore no seu jardim.
Depois de terminada a guerra tentou localizar os pais que tivessem sobrevivido e reunir a familia. A maioria tinha sido levada para aa camaras de gás. Para aqueles que tinham perdido os pais ajudou a encontrar casas de acolhimento ou pais adoptivos.
No ano passado foi proposta para receber o Prémio Nobel da Paz... mas não foi seleccionada. quem o recebeu foi Al Gore por uns diapositivos sobre o Aquecimento Global
Não permitamos que alguma vez, esta Senhora seja esquecida!! "

segunda-feira, 22 de março de 2010

Obama já começou a justificar o Prémio Mobel

Poderá, quase, não fazer mais nada mas esta sua victória contra o que há de mais conservador  e neo-liberal nas relações em sociedade justifica já a atribuição do Prémio Nobel que recebeu.
A Paz não é só referente só a conflitos de guerra mas, também, no que se respeita a contendas sociais, a inconformismos culturais e religiosos, etc.
Barak Obama, contra metade da América, VENCEU!
Grande bofetada nos detratores das funções primordiais do Estado, entre as quais o direito de todos à  assistência e saúde.
E o mais importante é que vergou o lobi poderozíssimo das seguradoras. A partir de hoje, no Mundo, nada vai ser igual ao dia de ontem no que respeita ao livre arbítrio das empresas de seguros.
Má notícia, também para cá, para aqueles que defendem menos estado nestas situações. Mas, também, não nos enganemos. Estamos satisfeitos com a medida aprovada nos EUA mas não deixamos de lamentar o quão distante ainda se encontra da realidade europeia.
Para os europeus que viam no sistema americano uma virtude o dia de ontem correu mal. Ainda bem!
Já não têm aquele paradigma a que se agarrar para discutirem a função do Estado inteveniente na sociedade e no mercado.
Com Obama a vencer, ainda que de forma algo mitigada para as condições que nós europeus disfrutamos, ficam mais fortalecidas as ideias de progresso social que a esquerda no mundo tem, sempre, vindo a defender.
Claro que existem uns patetas americanos que chamam comunista ao homem...
Está bem mas,em Democracia, a asneira também é democrática.

domingo, 21 de março de 2010

Enrevista de Jorge Sampaio ao Público

A não perder.
A palavra sóbria de um bom Presidente.
A propósito, e sobre a Justiça, uma ideia interessante:
"Há uma profunda desconfiança sobre isso e não pode haver de todo. Por exemplo, de acordo com o que veio nos jornais, o processo do procurador Lopes da Mota deixa-nos alguma preocupação; por isso os votos de vencido na instância de recurso são da maior importância. Sabe-se agora que, afinal, se tratou de uma única conversa, a sós, entre Lopes da Mota e os procuradores do caso Freeport, que dão versões diferentes, sobretudo quanto ao tom e quanto ao sentido da conversa. E sabe-se também que a única pessoa que ouviu as versões de ambas as partes, a procuradora distrital de Lisboa, Francisca van Dunen, votou contra a punição por não haver qualquer razão objectiva para preferir qualquer das versões. Vale a pena que continue a esclarecer-se o porquê da punição, cuja justiça, neste enquadramento, deixa as maiores dúvidas."

Para ler na íntegra aceda a:

http://www.publico.pt/Pol%C3%ADtica/jorge-sampaio-deu-posse-a-santana-lopes-apesar-de-temer-populismo_1428641

Pedófilos devem responder perante Deus e os tribunais



(Notícia do DN de hoje.)

Para que não haja  más interpretações, e neste assunto em especial, deveria dizer-se:
" PADRES e RELIGIOSOS pedófilos (sem especificação de sexo) devem responder perante os tribunais".

Ainda temos memória do que sucedeu com o padre brasileiro da Madeira. Uma "precária" levou-o à fuga para o Brasil onde vive em liberdade. Dado o apoio que o bispo da Madeira lhe dedicava, a precária e a fuga,  é um caso ainda por esclarecer.
Como a única coisa por certa que temos é a existência de Tribunais - Deus é só para quem acredita - os cidadãos padres e religiosos devem comparecer, quais cidadãos comuns, perante a justiça dos homens sem qualquer factor de diferenciação.
O direito canónico é qualquer coisa como "um código disciplinar- os preceitos a que devem estar sujeitos os empregados de uma qualquer empresa", sem qualquer valor jurídico na sociedade laica.
Por isso, apelar à oração e ao arrependimentoi não chega; é necessário mais qualquer coisa...
O Cardeal Ratzinger, hoje Papa, tinha o controle total sobre estas situações conforme norma Vaticana. Preferiu escondê-las.Hoje sofre as consequências de tão indigno e pré-concebido acto.
Também ele, Papa, deveria sofrer as consequências de encobridor de um crime. Mas tal não vai suceder.
Por exemplo, em Portugal, um Presidente da República, apesar destes factos e da sua condição, vai acompanha-lo em todas as missas e, certamente, comungar pela mão de um prejuro.É certamente um prejuro quem, sabendo, afirma desconhecer e isso o sr. Ratinger não pode afirmar.
Graças a mim sou ateu! Nada tenho a ver com isso, mas estranho...

Dia Mundial da Poesia




Hoje é o Dia Mundial da Poesia.
Passe-o vivendo intensamente que o comemora na plenitude.

sábado, 20 de março de 2010

D. Jaime, o Ortodoxo

Por vezes o Jaime transforma-se em Vasco mas não da Gama, sim de Santana.
Já lá vão há muito os tempos em que apelidava alguém de "Bokassa"...
Ora aprecie-se como se rebaixa, em pleno Parlamento, um Secretário de Estado inexperiente nas lides parlamentares:
Diz-nos o Correio da Manhã on-line, de hoje:
"O debate sobre o Estatuto do Aluno ficou ainda marcado pela intervenção do secretário de Estado da Educação, João Torcato da Mata, que se dirigiu à Assembleia sem usar a forma regimental.
O presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, repreendeu-o por duas vezes e chegou mesmo a proibir-lhe o uso da palavra. 'Tem de se levantar, e a fórmula é ‘senhor presidente’ e ‘senhores deputados’', avisou Gama. Mas só à terceita tentativa é que Torcato da Mata iniciou a sua declaração conforme o protocolo."

Para conferir, aceda a:
http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?contentid=BEA3D140-E31A-43A4-B3CC-AE9BE1F2C6D8&channelid=00000090-0000-0000-0000-

Posted by Picasa

Espantoso !

Acredite...que é verdade!



Aceda a :
http://www.youtube.com/watch?v=Pj4MVtoNWZc

Carta pastoral de Bento XVI


O Papa mandou uma carta pastoral para a igreja católica irlandesa por causa dos abusos sexuais sobre menores por parte de elementos da referida confissão.
Coitado! Com o que se vai descobrindo por esse mundo fora - Estados Unidos, Alemanha, Brasil, África, etc.- o pobrezinho não vai ganhar para papel e selos...

Começar a definir posições

Os putativos candidatos à eleição para a Presidência da República começaram a dar os primeiros sinais efectivos de definição de posições relativamente a aspectos da política nacional.
É certo que, já se sabe, que o cargo a que se candidatam não pressupõe a função executiva mas isso não invalidade, de modo algum, que se fique a saber, preto no branco, quais as suas posições relativamente a problemas candentes da política portuguesa.
Começaram a definir-se posições sobre o PEC. Já se sabia que, por exemplo, Cavaco Silva apoia o plano; ficou-se agora a saber que Alegre tem grandes reservas sobre o mesmo. São duas posições distintas que muito contribuirão para que o eleitor, no momento do voto, equacione qual vai ser a atitude do futuro presidente face a possíveis políticas do executivo na altura de as promulgar ou não.
Portanto, isto é louvável mas não chega.
Para que a mensagem não fique coxa seria importante que os candidatos, já que se posicionam face a um assunto, assumissem também o ónus de explicar qual seria a sua solução para o mesmo problema.Não basta dizer o que está mal; é necessário que nos informem, sem rodeios, da sua solução e as sua implicações na política nacional e europeia na qual estamos inseridos e de que não podemos fugir. Assim ficaríamos com o cenário completo e uma capacidade maior de avaliar o candidato.
A clareza e a transparência também passam por aqui e, principalmente, para quem quer amadurecer o seu voto e compaginá-lo com a sua visão do país e até da sua própria  ideologia.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Eu também




"Vou atirar uma bomba ao destino."



Álvaro de Campos/Fernando Pessoa
O engenheiro sensacionista (1914-1922)
POESIA - Ed. . Assírio & Alvim

quinta-feira, 18 de março de 2010

Para os que hastearam a bandeira monárquica na C.M.L.


Portugueses optam com clareza pela república

É bom que seja apreciado o resultado da sondagem da Universidade Católica.

Para melhor saber aceda a:
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1518829

Carlos Pinto Coelho - Ordem das Artes e das Letras

Carlos Pinto Coelho vai ser agraciado pela República Francesa com a Ordem das  Artes e das Letras.
Como sempre, é de lá de fora que vêm os louvores àqueles que cá dentro são postos à margem.
A este propósito foi entrevistado pelo DN para as "Alegações Finais" e deixou-nos uma afirmação:
"Destes dias do jornalismo não vai ficar rasto nem glória".
E tece, ainda, alguns comentários sobre o tempo presente e passado recente que devem ser lidos e meditados.
É pena que o não tenham chamado à Comissão de Ética; seria interessante ouvi-lo.

terça-feira, 16 de março de 2010

A Comissão de ética




também podia ir "on-going".
Depois do dr. Vasconcelos, o que falta para que aquela tristesa acabe ?

Clube dos "Desassossegados" - contribuição X


"A arte é um esquivar-se a agir ou a viver. A arte é a expressão intelectual da emoção, distinta da vida, que é a expressão volitiva da emoção. O que não temos, ou não ousamos, ou não conseguimos, podemos possuí-lo em sonho, e é  com esse sonho que fazemos arte. Outras vezes a emoção é a tal ponto forte que, embora reduzida a acção, a acção, a que se reduziu, não a satisfaz; com a emoção que sobra, que ficou inexpressa na vida,  se forma a obra de arte. Assim há dois tipos de artista : o que exprime o que não tem, e o que exprime o que sobrou do que teve."


Fernando Pessoa/Bernardo Soares- Livro do Desassossego
Confissões - Textos não datados (data presumível 1932)

quinta-feira, 11 de março de 2010

Sobre a entrevista de Cavaco na RTP1

Dizer o quê ?
Não há absolutamente nada para dizer.
Cavaco foi igual a ele próprio o que significa que em termos de Presidente da República é o mesmo que dizer ... nada.
Alíás, Cavaco, não tem muito com que se preocupar. As televisões estão a fazer-lhe a campanha para a recandidatura. Apenas uma diferença: Desta vez a D. Maria não atendeu nenhuma chamada da Rainha Sofia, nem Cavaco comeu torradas e disse que ass laranjas eram da sua lavra...
Até parece o Benfica em certas alturas...está a ser levado ao colo...
O País não ficou melhor nem mais esperançoso depois do programa; direi, mesmo, que se deve ter sentido mais pessismista perante a imagem e o discurso que se lhe deparou nos televisores.

Sobre o PEC






Está como o dono...
Não entende a privatização dos CTT.

Comissão PARA-lamentar

Não há dúvida.
As últimas audições na Comissão de Ética, cada vez mais, estão a dar a conhecer a verdadeira face dos promotores da inquirição. Trata-se de um jogo de poder, um braço de ferro indigno, baseado em suposições e sem quaisquer elementos de prova; tudo se passa no reino do "achismo"; todos os que têm lá ido condenar o Governo "acham que", nada provam.
E depois desta, ainda vamos ter uma "verdadeira" Comissão de inquérito ao negócio PT/Média Capital, que irá revelar, como esta já, a inconsequência das acusações e/ou a completa incapacidade de chegar a conclusões que levem, como deseja a Oposição, à possibilidade de desalojar o PS, ou José Socrates, de S. Bento. Quem irá depor? Os mesmos? Valerá a pena ?
Existe,porém, hoje, uma certeza:
Esta Comissão é para-lamentar, de parlamentar tem pouco.

quarta-feira, 10 de março de 2010

terça-feira, 9 de março de 2010

segunda-feira, 8 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher

Na pessoa das mulheres da minha vida, no carinho e consideração pelas minhas amigas, no respeito que tenho e sempre tive por todas as mulheres, a minha homenagem.
E que amanhã seja também Dia Internacional da Mulher e Dia Internacional do Homem e Dia Internacional da Criança e Dia Internacional da Humanidade...
Um dia não chega !
São necessários 365...

(Imagem:
Picasso-Mulher em flor)

sábado, 6 de março de 2010

Dr. Balsemão, afinal

quem é que condiciona a Comunicação Social ?
É o Governo ou  são as Direcções dos próprios jornais com  notícias como a que o  seu jornal EXPRESSO hoje traz em manchete e que foi prontamente desmentida pela Justiça.
O Senhor devia estar zangado com o sucedido depois de tudo o que disse na Comissão sobre a independência dos jornais. Mais. Será que só liga o telemóvel na 2ª. feira ?
Peço-lhe desculpa mas eu acredito mais na Justiça no que no director do Expresso.
E depois quer, também, que levemos a sério o seu director Henrique Monteiro quando disse o que disse na Comissão da AR ?
Á mulher de César...

quinta-feira, 4 de março de 2010

Garcia Pereira

É de ouvir !
É importante ouvir !
Aceda a:
http://www.youtube.com/watch?v=9WXfCLXCGIY&feature=player_embedded

Ninguém poderá dizer que é um afecto ao Governo nem ao 1º. Ministro.

Obrigadinho, vem a calhar

Alguém me deu a conhecer estas linhas do Alexandre O'neill :

"As escarretas que saem das tabernas
não voltam a entrar
ou ficam nas bermas
ou em quem vai a passar."

Velha sabedoria na ironia que se aplica tão bem a certos temas da actualidade.

E a sua amiga Ferreira Leite, Senhor Presidente ?

"PR: Houve «má fé» na comparação entre Portugal e Grécia

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, afirma que houve «má fé» na comparação entre a situação económica de Portugal, Espanha e Grécia e instou analistas internacionais, agências e imprensa económica a olhar para «indicadores objetivos».
Em entrevista publicada hoje no jornal espanhol La Vanguardia, o Chefe de Estado português sublinhou que «é um erro meter os três países no mesmo saco» e que «algumas agências de rating, alguns analistas internacionais e alguns diários económicos cometeram graves erros de análise nas últimas semanas».
Segundo Cavaco Silva, as consequências foram um «prejuízo para Portugal e Espanha», defendendo que os analistas devem «concentrar a sua atenção em indicadores objetivos das economias» dos dois países ibéricos, que «são muito diferentes dos da Grécia». "

Diário Digital / Lusa
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=12&id_news=438649

É pena o Senhor Presidente esquecer-se de que em Portugal também há quem se guie pela mesma cartilha.
A drª. Ferreira Leite e os seus apaniguados não têm feito outra coisa senão dar continuidade ao sr.Almunia & Cia.
Será que a amizade e o comprometimento lhe toldam a objectividade, Senhor Presidente ?
Era bom que demonstrasse a suficiente independência que tanto apregoa.

O último "Jornal de 6ª"

Não tenho a mínima dúvida de que o "Jornal de 6ª" da inenarrável Manuela Moura Guedes teve, ontem, a sua última edição.
Tentando arranjar um "grande final" a pivot resolveu faze-lo em directo da Assembleia da República.
Para quem tinha dúvidas acerca do que move a jornalista creio que terá ficado perfeitamente esclarecido.
Foi um verdadeiro serviço público. Ninguém poderá, a partir de ontem, dizer que desconhece MMG e as suas motivações. E ainda bem.
Se o ridículo matasse a senhora já tinha encomendado a alma ao criador há muito, mas não mata e, por isso, ainda consegue estrebuchar enquanto disserta sobre o que paira na sua cabeça desiquilibrada.
Manuela Mora Guedes chegou ao fim enquanto jornalista tida por credível(?). Mostrou a sua verdadeira face e as suas motivações disparando em todas as direcções, não perdoando, no seu ódio e no seu desiquilibrio, nem aqueles que com ela trabalhavam, desrespeitando-os.
ACABOU!
O ar, no jornalismo, a partir de ontem, ficou mais respirável.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...