Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

Estado e condição

Notícia do Sol on-line:
"Fernanda Câncio apresenta queixa contra jornalista por ter sido referida como ‘a namorada de…"
Pois, acho muito bem.
Namorada não é um estado, quanto muito uma condição e, nisso, existe uma grande diferença.
Só a parolice, muito portuguesa também, aliás, e para alimentar os sonhos cor de rosa de muita gente, levam muitos a deliciarem-se com a senhora de, namorada de, noiva de,companheira de, e, vá lá, não aparece o amante de. Mas, já agora, porque não ? A ou O, não interessa, aqui, para o caso. Isto não é um caso de género, embora seja um factor de menorização.
Para quando as pessoas serem indicadas pelo que são profissionalmente, pela sua actividade, pelo seu mérito, pela sua força, pela sua integridade.
Faz muito bem a Fernanda Câncio, como o fará qualquer cidadão ciente do facto de ser mesmo cidadão.

Outra

Agora no Correio da Manhã on-line:
"CAVACO RECONHECE PRESSÕES"
No desenvolvimento da notícia, diz-se:
"Cavaco Silva deverá agora conhecer os contornos exactos do caso que já motivou um inquérito na Procuradoria-Geral da República"
Afinal reconhece ou deverá agora conhecer ?
É que é bastante diferente.
Reconhecer pressupõe que já conhece e anui à teoria; deverá agora conhecer pressupõe que ainda não sabe.
Continuamos a querer vender papel em vez de informar.

É escusado. Eles não aprendem

Notícia de primeira página do DN de hoje:
"Confirmado o 1º. caso suspeito de gripe mexicana em Portugal"
Na descrição da notícia, lê-se :
"O menino fez análises, das quais ainda não se conhecem os resultados"
Afinal em que é que ficamos ?
Está confirmado ou está-se à espera ?
Não há melhor maneira de promover o pânico.

A drª. Manuela diz que não é artista ?

Que nunca fará espectáculo ?
Mentirosa....
E então aquela representação, de hoje, frente àquele magnífico espectador (Mário Crespo) ?
Teve passos de verdadeira comédia, de ir às lágrimas; teve momentos de tragédia que não fizeram chorar ninguém.
Grande artista a não querer deixar mal colocado o encenador, Cavaco, nem o contra-regra, Pacheco Pereira.

D. Nuno Álvares Pereira

Bom, a igreja católica portuguesa já tem mais um santinho.
Tudo bem, a mim não me aquece nem arrefece.
A memória de Nuno Álvares Pereira é histórica e a sua figura deve ser estudada à luz da própria época. Não gosto muito de falar em patriotismo nos finais do sec. XIV. Esses conceitos eram variáveis. Tão variáveis que o os próprios (alguns dos 25) irmãos de Nuno Álvares estavam do lado contrário.
Mas está bem. A crendice popular, que alimenta estas situações, tem mais um pólo em desenvolvimento e lá se vão vender mais umas figurinhas (com ou sem mão ) e mais uns cortejos, etc. . O habitual.
Quanto ao resto, e no que respeita a coisas importantes, a crise internacional continua e não há santo que lhe dê a volta, com mãozinha ou sem mãozinha.

Há 35 anos

7.(...e enquanto uns de mãos cheias gozavam a prerrogativa de um horizonte aberto
outros sobreviviam em cada minuto vivido .)


O grito retumbou como um rasgão de denúncia.
Correram todos à rua levando
a única arma que os distinguia
o cheiro a sal a cimento a aço
a terra apodrecida
o olhar vítreo no horizonte limitado
mas firma no horizonte sempre reinventado.
Era a Liberdade
a revolução exangue
a espada paladina desembainhada
por sobre as cabeças gritando
que para sempre se haviam fundido
as grades os grilhões e as cadeias
não seriam mais colmeias de gente desesperada.
Era a Liberdade
de se ser homem
ser livre no pensamento
olhar o pão e dizer MEU
porque ganho sem opressão.
Era a Liberdade
de dizer suas as suas mãos
e no delinear de um gesto
um símbolo supremo e simples
ficasse suspenso e dissesse
FUTURO.
Era a Liberdade
de provocar na memória o esquecimento
e de mãos em concha receber
e molhar os olhos de água pura
de um poço subterrâneo de novo aberto.
Era Liberdade
de poder correr ao campo sozinho
e gritar a opress…

A botica do xé-xé

Era uma frase da minha avó para se referir a uma casa sem importância.
Hoje se fosse viva tinha, talvez, uns 120 anos.
Sorte a dela! Não conheceu a TVI.
Se a tivesse conhecido, lá diria:
A botica dos xé-xés...

Um homem que vai à luta

O que é que eu retiro da entrevista de ontem do Primeiro Ministro ?
É que felizmente temos, nesse lugar, um homem com coragem.
Um daqueles que não vira a cara à luta, que faz a vida difícil aos adversários, que guerreia pelos seus pontos de vista e pela sua honra.
Não, não é um panegenírico.
Mas eu gosto de pessoas frontais e que aguentam com o fardo que aceitaram.
A Comunicação Social nunca gostou dele. Porquê ?
Porque não lhes deu a importância que eles julgam ter, nem nunca lhes facultou a notícia, seja para o jornal diário seja para a revista mais ou menos cor de rosa, seja para nada.
Dizia hoje, numa antena aberta, uma estudante de jornalismo com 28 anos (?), que não lhe tinham feito as perguntas certas sobre o caso Freeport, com isso condenado a Judite de Sousa.
Mal vai o jornalismo quando uma estudante de 28 anos considera que um assunto mais que esgotado e apenas, ciclicamente, revivido por alguém que considera o 1º. Ministro como alvo principal, é o mais importante no que se refe…

Lembram-se do caguinchas cobardolas ?

Era aquele puto lá da escola que passava o dia a chatear tudo e todos, com dichotes, gargalhadas, gozozinhos, unhadas e beliscões à socapa, e que depois fugia para dentro da aula para o pé da professora.
Era aquele que se fazia de forte e que depois fugia.
Lembram-se que um dia, um dos outros, um dos permanentemente chateados e agredidos, resolveu apanhá-lo pela camisola e desferiu-lhe um valente calduço ?
O que é que o valentão fez ?
Foi a correr, chorando a bandeiras despregadas, esconder-se debaixo das saias da vigilante, e entre soluços, acusava o menino que lhe tinha batido.
Era um maricas mal educado de que ainda hoje me lembro com desgosto.
Mas porque será que eu hoje me lembrei disto ?

Se fosse o Governo Português a dizê-lo caía o Carmo e a Trindade

Nacionalizações precisam-se

Segundo os cálculos do Fundo, a banca dos Estados Unidos e da Europa precisa de 875.000 milhões de dólares para voltar ao nível de endividamento de antes da crise.
Os governos deverão injectar capital nos bancos ou avançar com nacionalizações temporárias, segundo o FMI.
"A passagem provisória da propriedade para o Estado pode ser necessária, mas unicamente com a intenção de reestruturar a instituição, devolvendo-a o mais rapidamente possível em mãos privadas".
(Notícia:SIC on line/ NOTÌCIAS)

Vamos ver como reagem os populistas do costume.

Bispos portugueses vão aprovar nota pastoral sobre as eleições

Não têm emenda.
Lá veem , de novo, meter-se em assuntos que lhes não dizem respeito.
Por mais que se lhes diga que deixem ao civil o que é civil e se preocupem com o seu "rebanho" em termos espirituais, que é para isso que dizem existir, os senhores bispos não perdem a oportunidade de, sempre que podem e de forma velada, dar indicações de voto.
Porque não se preocupam antes com as palavras de D. José Policarpo sobre o caminho para a minoria que avassala cada vez mais a Igreja Católica. Isso sim, são contas do seu rosário.
Quanto ao resto só têm duas soluções:
Ou vestem a batina e se resumem ao seu trabalho espiritual;
ou a despem e, como cidadãos portugueses, não do Vaticano, sem o amparo do púlpito, têm a sua actividade política como qualquer outro cidadão.

Ladrão de galinhas vai ser julgado

O procurador do Ministério Público considera que o indivíduo deve ser condenado pela prática de um furto simples. Valor considerado do roubo - 50 Euros.
É com isto que o MP se diverte.
É claro que é voz corrente que quem rouba 1 rouba 1000, o que até pode não ser verdade.
Mas isto ?
E se calhar vai dentro por tamanho crime...

Mensagem de Jorge Sampaio nas Novas Fronteiras

É sempre bom rever e (re)ouvir o ex-Presidente Jorge Sampaio .
Todos sabemos que o discurso é redondo, mas é certeiro.
É a palavra de um homem habituado a falar e a discernir nos grandes areópagos internacionais.
São as ideias de quem está habituado à política internacional e tem uma visão larga e esclarecida.
As suas palavras aos candidatos das europeias são plenas de oportunidade.
Que os outros partidos políticos também as ouçam porque só lhes indicou o bom caminho para uma campanha que se quer de esclarecimento .
Era bom que voltasse mais vezes ao convívio da política nacional.

E que dirá agora a Associação Romani

Notícia no DN de hoje :
"Menina (de 11 anos) terá sido forçada a ter relações sexuais com o jovem de 18 anos com quem casou pela "lei" cigana".

Nada tenho contra os ciganos em si mesmos. Toda a minha vida os vi na minha zona de residência e conheci a grande maioria deles desde miúdos.
Aceito, como a outras comunidades mais recentes, a invocação da tradição para explicar certos ccomportamentos no domínio cultural e social.
Agora, isto, nunca !
Os ciganos vivem em Portugal há centenas de anos. Sabem, ou têm a obrigação de saber, os hábitos, os costumes e as leis do país.
Também é certo que sempre se fechou os olhos aos seus excessos, talvez para os manter propositadamente à margem.
Mas agora, e porque estes assuntos tomaram uma visibilidade nunca antes vista, é impossivel a um Estado de Direito não tomar, e de forma dura, uma posição que demonstre à comunidade Romani que tem de mudar e respeitar as leis de um país que também é o seu, independentemente da força das suas trad…

O que faz correr Mário Crespo ?

Não tem muito tempo o sentir de que houve uma transformação.
Da ponderação, do equilíbrio, da afabilidade, passou-se para o extremo oposto.
Não direi que é do estilo Guedes, mas, pela teoria expendida, para lá caminha.
Mário Crespo parece estar a sofrer as dores de uma classe que está a ser posta em causa e, de forma que não se lhe conhecia, em vez de procurar as razões do fenómeno parte para o afrontamento.
E é triste ver comentadores que lhe são queridos, caso de Ângelo Correia, desbaratarem-lhe os argumentos e porem, visivelmente, em causa a sua prestação.
O que faz correr Mário Crespo ?
O porquê do situação ?
A não fazer uma pausa para pensar, certamente estará a caminhar indubitavelmente para o seu fim como jornalista televisivo de grande audiência e respeitado.
Uma pena !

Levantamento do sigilo bancário

Até que enfim !
Até nisto conseguimos ser dos últimos países europeus a tratar do assunto.
Tudo dependerá agora do tratamento que for dado às leis que irão enquadrar o assunto.
Espera-se, contudo, que sejam rápidos, se não, todo este processo não terá valido a pena e mais uma vez as expectativas sairão goradas.

Há um “risco de politização da justiça” diz novo presidente do sindicato dos Magistrados do MP

Mais uma bela tirada do Dr. João Palma.
Ora se há denuncie esses riscos e qual a sua origem.
Mais uma gravíssima afirmação de um magistrado com especiais responsabilidades.
Ou então é inconsciente e não deve ser magistrado .
Também isto devia ser investigado .

Alberto Costa negou qualquer interferência na investigação

Não era o que se estava à espera
Pronto ! E agora ?
O CDS-PP vai chamar mais alguém ou acha que já não tem espaço para continuar a cozinhar o assunto em lume brando ?
Porque é que não chamam a depor os jornalistas de investigação de O Sol e o seu director ?
Não foi por ai que começou tudo ?
E o Dr. João Palma do Sindicato ?
Será quer já não vale a pena porque não são do ou da área do Governo ?

«Eu sei o que é a mordaça, eu sei o que é suportar mordaça«

Primeira grande resposta de Vital Moreira ao candidato Rangel.

É absolutamente necessário alguém que possa, com experiência política efectiva e amadurecida , pôr cobro à demagogia da actual direcção do PSD.
Uma mentira repetida muitas vezes..., é essa a estratégia política do grupo dirigido pela drª. Ferreira Leite.
E é pena que um valor político emergente como o dr. Rangel se deixe, ou queira, envolver por gente que cheira a bafio, na pior tradição da direita trauliteira portuguesa.

Só nas últimas 48 horas

Assim vai o Mundo, segundo as notícias dos jornais.
No que diz respeito a desemprego, só algumas por serem muito conhecidas.

-UBS vai cortar 8700 postos de trabalho
-AirFrance vai eliminar 3000 empregos
-ArcelorMittal suspende indefinidamente produção em fábrica dos EUA e suspende 400 contratos
-Michelin encerra fábrica e despede 1000 pessoas
-British Telecom vai eliminar 10 mil empregos

Claro que o PSD dirá que a culpa é do Engº. Sócrates.

A porcaria continua

O envolvimento do irmão de Pedro Santana Lopes nas notícias do BPN é mais um episódio triste desse caminho, sem retorno, que conduzirá ao fim a credibilidade de parte da Comunicação Social portuguesa.
Até pode ser argumentado que, para certos escribas ,isto será uma prova da imparcialidade dos jornais. Não se intimidam com nomes. A verdade (?) acima de tudo !
Pura ilusão...
Li, há dias, que o tipo de informação (?) Moura Guedes era sinal de democracia e no rasto do que se faz lá fora.
Pois aqui têm !
Ou não será que existem pessoas que preferem mais o que rende, em Euros ( leia-se em vendas )uma notícia, do que a mesma representa em termos éticos para a profissão que abraçaram ?
Será jornalismo de investigação ou de financiamento ?
Decerto uma coisa é - uma porcaria.

A escolha de Rangel

Vá lá, o PSD escolheu o seu melhor elemento político actual.
Dá a sensação de que também não tinha mais ninguém, mas dentro do actual panorama do partido é a melhor solução.
Contudo Rangel começou mal.
Candidato às europeias, Rangel dispôs-se desde logo a esquecer-se de que era o cabeça de lista às mesmas.
Querendo fazer uma campanha em que, o que se vai discutir, não serão as políticas da Europa mas sim a política nacional, Rangel perverte desde logo o sentido do acto que é chamado a liderar.
Esperemos que o resto dos candidatos nos façam o favor de discutir políticas europeias para que a eleição, em si mesma, valha a pena.
Todos sabemos que este tipo actos, principalmente por parte dos pequenos partidos, leva normalmente à discussão de temas internos no sentido de federar descontentamentos.
Mas mesmo assim aguardamos o desenrolar da campanha e esperar que se faça alguma luz.

Alberto Costa vai ao Parlamento explicar alegadas pressões a magistrados

Plenamente de acordo !
Já agora, e pelas mesmas razões invocadas pelo CDS-PP, também não devia depor o Dr. João Palma, Presidente eleito do Sindicato dos Magistrados ?
E o director do semanário O Sol ?
E os demais que levantaram o problema e que não estarão incluídos no inquérito da PGR ?

Porque é impossível esquecer

Não poderá o PSD rentabilizar o "outdoor" oferecendo a concepção gráfica à Servilusa ou congènere cangalheira?

A melhor coisa que li para me fazer sorrir logo de manhã.
Na apreciação dos cartazes do PSD com a Drª. Manuela Ferreira Leite, no blogue "Causa Nossa", Ana Gomes é absolutamnte certeira e carregadinha de ironia.
E tem toda a razão. Os "outdoor" são assustadores...

Jornalistas e jornalistas

É um magnifico texto de Fernanda Câncio, hoje, no DN, intitulado "A infalibilidade jornalística ".
Nada há de melhor do que chamar os animais pelos nomes.
Igualmente no blogue "Jugular" a mesma jornalista, e isto a propósito de uma notícia pequena, mas de 1ª.página, publicada no Expresso, se pode fazer juz à diferença entre Jornalistas e jornalistas.
São belíssimos textos que, vindo de dentro da profissão, nos dão, também, razão para o desapontamento que temos denunciado sobre certo tipo de comunicação social que se faz infelizmente e pior ,se vende porque existe quem compre, no nosso País.

Mais de 88% dos portugueses dizem-se católicos

É um número que não surpreende.
Mas o Anuário não responde ao porquê.
Porque é que 88% dos portugueses são católicos ?
São-no, como seriam muçulmanos se tivessem nascido na Arábia ou no Irão, hinduístas na Índia ou budistas na Ásia ou animistas em África.
São-no porque sim, não por escolha pessoal ponderada mas porque sim, ou na pior das razões, por aquela coisa coisa horrível que quer explicar tudo e não explica nada - a fé.
Porque já os bisavós o eram, os avós e os pais e o medo de se sentiram ostracizados pela sociedade de crendice que os rodeia.
Não fala o Anuário no número de apóstatas mas era importante, nem apresenta números por escalões etários e culturais.
Isso sim, daria uma visão mais autentica da situação do catolicismo em Portugal.
Um número estéril serve para dar ânimo aos crentes fidedignos.
Mas já agora, quantos dos 88%, cumprem as práticas exigidas ?
Não se entende, e o estudo apresenta dados com 3 anos de atraso, porque é que, então, as igrejas estão cada vez mais vazias e sac…

Kim Jong-il eleito para o terceiro mandato

Ora aqui está uma notícia surpreendente.
Ninguém esperaria tal desfecho...
Logo o Kim Jong-il !
Um rapaz, democrata, sem pressupostos na vida.
Um habitual convidado da Festa do Avante.
Um homem habituado ao direito de resposta.
Num país habituado a um regime de ferro ser reconduzido um democrata, é obra...

-Eh pá!
Obrigado !
Acordaste-me. É que estava a sonhar...

Depois disto Drª. Leite

nada mais há a dizer.
A Senhora afirmou hoje :
«Em Portugal funciona muito a legalidade: É legal, pode-se fazer».
Ainda bem não acha ?
O contrário é que deveria ser condenado.
Mas disse mais :
"Pode ser legal mas pode ser politicamente incorrecto e, especialmente, pode ser contra a ética da política".
Uma pergunta apenas:
Será ética política defender enquanto ministra uma determinada obra pública e agora dizer precisamente o contrário ?
Foi com ética política que fez o negócio com o Citibank ?
Felizmente que a Senhora Doutora nunca chegará a 1º. Ministro porque desconfio muito de quem acha que a legalidade não é espelhada na ética. Ou melhor, na sua ética.

PSD-Nova forma de contar o período efectivo de governo

O redondinho Dr.Paulo Rangel, professor universitário, apresentou hoje na AR uma nova forma de contar (redonda) o tempo efectivo de funções de um governo de maioria absoluta, no pleno direito das suas prerrogativas executivas.
Para o insigne deputado, a 6 meses de eleições, o governo já não terá legitimidade para propor e decidir sobre matérias de governação, tenham sido elas sufragadas nas urnas por fazerem parte do programa apresentado ao eleitorado ou não. Mesmo que ainda não esteja em período de gestão.
O PSD parece ter uma fixação pelos 6 meses. Já a sua Presidente também queria suspender a Democracia por tal período.
Mas, ao mesmo tempo, parece original tal posição quando se sabe que o governo de que o Dr. Rangel fez parte aprovou, já em período de gestão, alguns dossiês considerados polémicos.
Mais !
O que teria sucedido se o Dr. Durão Barroso não tivesse fugido para Bruxelas e, tendo a Drª. Leite como Ministra das Finanças, tivesse dado seguimento ao seu projecto do TGV com 5 linha…

Cada povo tem o Berlusconi que merece

Berlusconi respondeu assim a uma jornalista alemã que o interrogou sobre a situação dos sinistrados :

"Não lhes falta nada, têm cuidados médicos, comida quente. (...) É claro que os actuais abrigos são totalmente provisórios, mas por isso mesmo, é preciso encarar a situação como um acampamento de fim-de-semana", respondeu Berlusconi a uma jornalista da televisão alemã N-TV que o interrogou sobre a situação dos sinistrados."

De quem é a culpa ?
Apenas, e muito e simplesmente, do povo italiano.
Votaram nele, não foi ?
Agora aturem-no....

Se fosse cá, emigrava imediatamente, mas não para Itália.

Eu também não voto em Durão Barroso

Até posso compreender, apenas por estratégia, que o actual governo dê apoio à candidatura de Durão Barroso à Presidência da Comissão Europeia.
Até entendo que ter um português na presidência da Comissão seja do interesse nacional pois sempre é melhor ter lá alguém do que não ter.
Até posso aceitar que haja quem ache, aliás como outros governos europeus, que Durão Barroso tem tido um bom desempenho.
Posso aceitar isso tudo mas...
Há um mas, que na altura de dar apoio a alguém, nos faz sempre pensar na trajectória pessoal do candidato, no que politicamente representa.
E é aqui que o mas se torna enorme.
Na realidade, José Manual Durão Barroso, não é um agradável exemplo de coerência política nem de conduta irrepreensível.
Não se podem esquecer muitos dos seus actos e tomadas de posição, assim como a prevalência que deu ao seu interesse pessoal em detrimento do Nacional. Estou a falar do seu processo de aceitação do lugar de Presidente da Comissão.A forma como deixou o cargo de 1º. Ministro por…

Ateístas contra presença de figuras de Estado na canonização de D.Nuno A. Pereira

Irrita-me sobremaneira que uma associação que, pouco importa, mas só tem 200 membros, e com tão pouco tempo de existência revele, já, os mesmos tiques de irredutibilidade que normalmente se apontam às religiões.
O Ateísmo não é uma religião é uma assumpção filosófica, não uma crença mas uma corrente baseada na ciência, no natural e contra o sobrenatural.
É um sentimento pessoal que não se coaduna com certas tomadas de posição destinadas a proselitismos.
Isso é calcorrear os caminhos que a outros se condena.

Domingo

Por uma vez estou de acordo com ele...

Afirma Vasco Polido Valente no Jornal o Público :

"O português parte do princípio que os políticos se 'enchem' (os que são espertos, pelo menos). Não acredita na honestidade do Estado ou na eficácia da lei. Acredita no que recebe e no que lhe tiram; e não se importava de arranjar um lugar à mesa".

Infelizmente um retrato certeiro .

Ricardo Rodrigues - Uma questão de coerência

O membro do Conselho superior do Ministério Público, Ricardo Rodrigues, deputado socialista, defendeu na última reunião do dito Conselho que ( e transcrevo as palavras proferidas para a TSF):
«O Ministério Público é uma estrutura hierarquizada, com autonomia e dentro dos princípios e conceitos que a constituição configura, devemos agir em conformidade. Há órgãos que detêm o poder disciplinar e que deve ser exercido quando necessário».Disse mais ainda que :
«A situação tem que ser esclarecida e das duas uma: ou houve pressões e quem pressionou deve ter um processo disciplinar que vai determinar as consequências dos actos, ou se não houve, quem alegou que houve pressões falsamente também deve ser objecto de um processo disciplinar».Parece haver uma coerência nesta posição, em que também são referidos o Presidente da Eurojust e o Presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, João Palma, a fim de serem indagados.Além de tudo o mais que por aí se tem referido, não deixei ain…

C.S. - Comunicação Surreal

O semanário O Sol fez, hoje, a primeira página que se conhece.
O Ministro da Justiça desmentiu as notícias com veemência.
O Ministro Alberto Costa anunciou ir processar o semanário.
O semanário O Sol vem afirmar, agora ,que esta atitude é uma forma de pressão.
Está tudo doido ?
Então não será a melhor maneira daquele jornal poder apresentar as provas indubitáveis que possui sobre o assunto e assim demonstrar que o ministro está a mentir ?
Ou será que o arquitecto está com medo de nada poder provar e, assim , o semanário ficar em pior situação do que aquela em que já está ?
Culpa dele. Quem escolheu os jornalistas que o acompanham foi ele.
Isto não é Comunicação Social . Isto é Comunicação Surreal .

Pressões

Pelo que foi visto e lido até agora alguém me explica onde estão as pressões ?
Segundo me parece ter ouvido na Comunicação Social a mesma pergunta terá feito o advogado João Correia, membro do CSM.
Será que a influência da Felícia Cabrita já penetrou assim tanto na corporação dos magistrados do Ministério Público ?
Eu também vou fazer pressão :
-Como cidadão no pleno gozo dos meus direitos exijo que este processo seja concluído o mais breve possível.

Procurando Lisboa

Apostasia

No blog "Entre as brumas da memória " li hoje o texto abaixo.



"Há três dias, em Buenos Aires, 1.100 católicos renunciaram ao catolicismo e pediram para serem «desbaptizados».
Dizem que, embora não prevista no direito canónico, a «desbaptização» é possível, bastando para tal escrever uma carta ao bispo da diocese.

A iniciativa «Não em meu nome» foi lançada por várias associações LGBT e reúne não só ateus de longa data como novos elementos que assim reagem às recentes tomadas de posição de Bento XVI."



Só o cito pela simples razão da novidade.



Quanto ao seu teor, considero que o assunto é tão pessoal quanto aquilo que denunciam, pelo que a publicidade não é benvinda.

É no recato de cada um que esses assuntos devem ser debatidos e resolvidos.

E não creio que sejam necessárias burocracias como escrever cartas...

"Ser padre não é um direito, é uma escolha feita por Deus."

Quem o afirma é o conservador mais radical dos católicos em Portugal, o mediático Dr. João César das Neves.
Tira-se, por isso, a conclusão de que, face às poucas vocações levadas até ao fim, Deus ou anda muito preguiçoso ou então anda distraído das suas responsabilidades.
O assunto levantou-se a propósito das declarações do Bispo Torgal Ferreira sobre a ordenação das mulheres.
Claro que o Bispo é um progressista e não lhe repugna nada aceitar.Já o JCN diz que a "ordenação foi instituída por Cristo e não criada pelos homens".
Engraçado !
Foi criado ? Sabe-se de fonte limpa ! Ele escreveu-o ?
Como homem que discutia com os Doutores no Templo sabia certamente escrever, embora em aramaico mas, claro ,não documentou o acto. Daí que se possa afirmar perentóriamente que "não foi( como todo o resto da doutrina) criada pelos homens"...
Um exemplo da exactidão de um professor de economia...
Estes excessos fazem-me sempre lembrar a situação de , nos milagres, Deus , ou algué…

O partido da classe operária

Diz-se o PCP o Partido da Classe Operária, não é ?
Com a coerência que lhe é usual completou a sua lista ao Parlamento Europeu.
Isso mesmo , com coerência !
Nessa lista aparecem..... dois operários.......... em lugares não eligíveis.
O resto são na sua grande maioria prtofessores.
Agradecer à CGTP tem os seus custos...
Bruxo !