terça-feira, 30 de junho de 2009

Ainda sobre MFL

“A decisão política já estava tomada pelo Governo socialista do engenheiro António Guterres quando cheguei ao Ministério das Finanças”
Foi com estas palavras que Manuela Ferreira Leite respondeu a Henrique Granadeiro, sobre o tema do post anterior.
Coerência ? Nenhuma !
Se não estava de acordo rasgava a decisão !
Quem assinou foi ela e o seu governo. A decisão do governo de Guterres era ainda e só política. Foi o governo do PSD que a passou à prática.
Mas precisava da "guita" não era ?
Bruxo...

Ferreira Leite contraria Granadeiro e diz que venda da rede fixa à PT foi decidida pelo PS

Mesmo considerando que o seu correligionário cometeu um lapso, é caso para ver, perguntamos:
-E as 5 linhas do TGV ?
-E os lanços da autoestrada Lisboa-Porto, dita rosa, lançadas pelo PSD ?
-E o resto ?
Diz o povo que quem tem telhados de vidro ...

Voltando à amnésia...

Com o meu agradecimento aos " Tempos que correm" do Miguel Vale de Almeida:

MFL não surge agora saída do nevoeiro. Ela foi:

1) Secretária de Estado do Orçamento no XI governo, de Cavaco Silva

2) Secretária de Estado Adjunta do Orçamento no XII governo, de Cavaco Silva

3) Ministra da Educação no XII governo, de Cavaco Silva

4) Ministra de Estado e das Finanças no XV governo, de Durão Barroso

Se alguém estiver esquecido, com a amnésia que ataca agora a Drª. Ferreira Leite, procure recordar-se...

Vá lá, faça um esforço...

Hum!!!Política de Verdade ?

A Drª. Leite sofre de amnésia ?

Mais um exemplo da política de verdade da Drª. Ferreira Leite, vem da entrevista de Henrique Granadeiro ao "I".E não esquecer que Henrique Granadeiro é militante do PSD.

" Relativamente à preocupação de Ferreira Leite quanto aos prejuízos que o negócio entre a PT e a TVI poderia trazer aos accionistas da operadora, Henrique Granadeiro sublinha que "ainda está na memória de toda a gente a venda pelo Estado à PT da rede fixa como forma de conter o défice público nos limites impostos por Bruxelas, sendo Manuela Ferreira Leite ministra das Finanças".
A venda desta rede à operadora não só foi muito contestada pela Comissão Europeia, como levantou uma polémica que ainda hoje motiva discussões no sector das telecomunicações.
Tudo se passou em 2002, em pleno vale-tudo contra o défice. A PT teve de comprar a rede fixa ao Estado por 365 milhões de euros, numa operação que, em conjunto com a concessão da CREL à Brisa, permitiu ao Estado e a Ferreira Leite respeitar os 3% de défice. No ano seguinte a opção da ministra para respeitar os 3% de défice foi a venda de 11 mil milhões de euros de dívidas fiscais por 1,75 mil milhões."

Palavras para quê ?
É a Drª. Leite no seu melhor...

Isto não é um país, é um local mal frequentado

Segundo um estudo europeu, Portugal encontra-se em segundo lugar, atrás do Chipre, numa sondagem sobre a TORTURA como meio de combater o terrorismo.
No referido estudo, 37% dos portugueses são favoráveis à utilização da TORTURA.
Depois da eleição de Salazar como português mais célebre da história nacional, esta posição dá que pensar.
Que significa ?
Significa, precisamente, o contrário daquilo que muitos agentes políticos afirmam; que mais de 1/3 dos portugueses são cultos politicamente, sabem o que querem, sabem destrinçar entre o que é ou não democrático, preservam os direitos humanos.
Para já são inconscientes políticos e com uma memória muito curta.
Ainda não passaram 40 anos da revolução democrática portuguesa e já há quem, esquecendo-se que este é o país da funesta PIDE, dê de barato que a TORTURA, mesmo sendo utilizada para um fim específico, o combate ao terrorismo, possa vir a ser autorizada.
A continuar assim, porque não a reinstauração da pena de morte ?

segunda-feira, 29 de junho de 2009

De tanto rasgar

Manuela Ferreira Leite ainda se rasga a si própria.

Madoff condenado a 150 anos de prisão

A pena que o deputado Nuno Melo tem de não ser americano.
O que ele gostaria de ter podido atirar-se ao regulador dos EUA, com os mesmos argumentos que utilizou na Comissão Parlamentar do BPN. Teria sido a sua coroa de glória.
Mas será que lá lhe davam, sequer, ouvidos ?
Que se saiba o regulador americano ainda não foi enxovalhado como o foi cá Victor Constâncio.

SIC-Notícias

Dar cabo do trabalho feito.
Com programas como o de José Pacheco Pereira a SIC-Notícias vai ficar a perder.Aceitar um programa de opinião não independente, fundamentalmente, numa altura destas só pode significar que, ou o António José Teixeira está Lélé da Cuca, ou então estão a fazer os possíveis para ficar atrás do TVI24, ou querem fechar a estação.
Uma estação de referência não pode, não deve, até pelas responsabilidades que tem, promover programas deste quilate.
Ser comentador é uma coisa, ser um delegado de propaganda política é outra coisa, e o José Pacheco Pereira funciona no segundo caso.

Portugal entre os melhores

"Dados da Direcção-geral do Orçamento da Comissão Europeia, fornecidos ao Negócios pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional, permitem concluir que, neste momento, Portugal está inclusive nos lugares da frente - ainda que o comboio siga em marcha bem lenta."

Notícia publicada, hoje, pelo Jornal de Negócios online.

Certamente que o Dr. Paulo Rangel quando classificou de escândalo a situação da aplicação das verbas do QREN por parte do governo português estava mal informado ou quis cavalgar numa mentira para agarrar mais votos.
Mas como sempre, apanha-se mais depressa um mentiroso ...

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Ferreira Leite acusa Sócrates de usar "golden share" na PT para defender sua imagem

Preso por ter cão e preso por não ter.
A isto chama-se chafurdar no chiqueiro.
É assim que a drª. Manuela faz política de "verdade" ?
Um verdadeiro nojo.
De nojo em nojo até à derrota final.

Afinal sempre existe alguém a condicionar a linha editorial da TVI

Segundo o Jornal O Sol de hoje:

"As intervenções do Presidente da República, da líder do PSD e dos restantes partidos da oposição travaram a saída de José Eduardo Moniz da direcção da TVI".

Quer isto dizer que não aceitam que a empresa mude de director-geral porque lhes interessa a manutenção do "status quo " informativo na estação.

Se isto não é condicionar, no sentido conservador, a linha editorial o que é ?

Ainda a Concordata

Segundo a Renascença,

"O Presidente da República não percebe porque é que ainda não foi encontrada uma solução para o impasse criado em torno da Concordata. "
Eu entendo.
O PR nem sequer se devia pronunciar sobre este assunto, sendo ele declaradamente um prosélito da religião vaticanista. O PR, enquanto cidadão, é parte interessada e esquece-se que estamos num estado laico.
O PR, e eu sou português no exercício dos meus plenos direitos, deve igualmente representar-me e eu ,sou contra a concordata, esta ou qualquer outra e com qualquer religião ou seita religiosa.
Mas o cidadão Cavaco não pode ter opinião ?
Pode, certamente, mas que o faça fora das suas funções de PR, no recato de uma sacristia ou numa conferência particular ou privada, nunca na condição de PR e como tal o declare.
Claro que me irão dizer que é um assunto entre estados -Portugal/Vaticano.
Não, não é!
A aceitar-se o Estado do Vaticano, as relações com o mesmo são políticas, tal como com a França, a Alemanha os EUA ou o Irão.
No que se refere à Concordata estamos a falar de relações religiosas o que não engloba o sentido de Estado.
Se se achar que engloba, então, temos em Portugal um milhares de agentes estrangeiros não controlados pelos serviços de segurança.
De quem estou a falar ?
Sem dúvida dos clérigos todos, independentemente da religião que professam.
Para extremos extremos e meio...

Provedor de Justiça

Alfredo José de Sousa é um bom nome da Provedor de Justiça.
Mas tenho pena.
Tenho pena que uma figura da estatura de Alfredo José de Sousa seja apresentado como uma solução não de primeira mas de segunda. O indigitado não merecia.
Assim como tenho pena que o Prof. Jorge de Miranda tenha sido tão mal tratado pelos seus "compagnons de route " política, o PSD, de que foi militante activo e parlamentar.
Sobretudo, perante a situação encontrada, dá-me a sensação que não teria havido necessidade de chegar a veste ponto. E aí a culpa é toda do PSD.
Que terá feito Jorge de Miranda para merecer tal provação ?
O envolvimento de Alfredo José de Sousa, nomeado por este e outros governos para funções públicas, é diferente da postura cristalina de Jorge Miranda ?
A política ,às vezes, tece situações verdadeiramente incompreensíveis.

A hipocrisia levada ao extremo

O elogio feito por Manuela Ferreira Leite a Pedro Santana Lopes é um exemplo rotundo do que é a hipocrisia política.
A dona da "verdade" demonstra assim, e cabalmente, os seus enormes pés de barro.
Se bem conhecemos PSL deve estar, neste momento, de pé atrás, a aguardar o que virá no futuro de uma pessoa que sempre o considerou uma ameaça.
Aos poucos, MLF, vai demonstrando a sua verdadeira face, vai-se expondo, vai mostrando o que é uma enorme mentira.

Governo opõe-se ao negócio PT-Media Capital

Esvaziado o assunto.
Em consonância com o que já havia proposto (concentração dos media )e que foi vetado pelo PR, o Governo opõe-se ao negócio entre a PT e a Média-Capital .
Que dirá agora a seráfica Manuela Leite ?
Que a incoerência é do Governo ?
Mais uma vez deu um tiro no pé e levou, o cada vez menos independente Cavaco Silva, a dar uma triste imagem de si próprio.
Esperemos pela nova "boca" que deve estar a ser preparada...

quinta-feira, 25 de junho de 2009

PSD vai "rasgar e romper" com todas as opções do PS

A teoria maoista de quanto pior melhor deve ter pegado de estaca no PSD.
Deve ser uma consequência de existirem tantos ex-maoistas, agora neo-cons, naquele partido.
Esta frase de MFL, dita num encontro com o seu grupo parlamentar, faz-me recordar os idos do PREC em que se defendia uma política de terra queimada.
E o que é mais assustador é que a senhora parece acreditar no que diz.

Prémio " Amigo da onça "

E o prémio "Amigo da Onça" vai para

JOSÉ EDUARDO MONIZ

pelas afirmações proferidas, hoje à tarde, em que apoia a compra 30% da TVI, ou melhor, da Media Capital, por parte da PT, pelo benefício evidente que a TVI tirará de tal negócio com vista ao futuro próximo da estação. .

Se se recordar as razões que levaram o deputado Feio a levantar o assunto no Parlamento e as da Drª. Leite, à noite na SIC, podemos, realmente, confirmar que o prémio acima é muito bem atribuído.

Aos outros dois intervenientes (Feio+Leite) será atribuído o prémio "Palhaçadas ".

Abriu-se a caixa de pandora dos economistas

Reagindo ao manifesto dos 28, dois grupos de economistas, um de Lisboa e outro de Coimbra, estão a promover dois manifestos em que se contrariam as opções elaboradas no primeiro.
Também o bastonário da Ordem dos Economistas vai promover um debate em que sejam analisados o teor dos três manifestos e debatidos os problemas inerentes às grandes obras públicas.
Como se vê, contrariamente ao afirmado por Ferreira Leite, parece existirem muitos economistas em Portugal que não se regem pelos argumentos e concepções defendidos pela presidente do PSD assim como não dão aval ao documento dos 28.

TVI

Para aqueles que têm uma memória curta relembro os problemas que foram levantados pelo PSD e restante direita aquando da compra da TVI pela Prisa.
Se se recordarem bem, naquela altura, e já o Eduardo Moniz e Senhora estavam no canal de Queluz, levantaram uma séria de dúvidas porque a empresa espanhola estava ligada ao PSOE.
E aí a acusação era de que o governo se estava a preparar para condicionar a dita estação.
Pelos vistos enganaram-se. A TVI é um dos mais acérrimos detractores do Governo e do 1º. Ministro.
Como sempre o PSD e a direita e enganaram-se, como, pelos vistos se enganaram agora levantando um novo falso testemunho.
Mas não é novidade.
Já estamos habituados.

Ferreira Leite desmentida

Notícia da "TSF online" de hoje:

"O presidente do conselho de administração da Portugal Telecom (PT), Henrique Granadeiro, garantiu esta quinta-feira, à agência Lusa, que não falou com o accionista Estado, nem recebeu dele qualquer instrução, sobre o alegado negócio com a Media Capital."

Eis um exemplo da "política de verdade" da presidente do PSD.

Entrevista da Drª. Leite à SIC

Aparte as declarações que só a comprometem, como no caso da TVI já desmentido pelo Presidente da PT, Henrique Granadeiro, a entrevista revelou-se uma desilusão.
É esta candidata que quer ser 1º. Ministro ?
Espremida, a entrevista revelou que as suas ideias para o futuro se resumem a uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma.
Mas também não há que ficar espantado. A Drª. Leite, como agente política, sempre se revelou assim.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Eleições

«A democracia é importante demais para nos preocuparmos com custos desta dimensão, acho que estão valores sérios demais em jogo para nos preocuparmos com problemas financeiros, porque isso em nosso entender tendo algum significado é um significado diminuto comparado com os argumentos a encontrar».

Estas palavras de Almeida Santos, o já velho político do regime democrático, resumem, de forma simples e compreensível a todos, as boas razões para que se decretem eleições autárquicas e legislativas em datas diferentes.
Só o oportunismo de alguns pode defender o contrário.

Irão

Todas as ditaduras têm um fim anunciado.
O fim do actual regime iraniano será um facto a curto prazo. É difícil manter um povo acorrentado, seja física seja intelectualmente.
Quando se começam a utilizar contra o regime vigente as mesmas tácticas que se utilizaram para o derrube do anterior é sintomático que, o actual, gera dentro de si próprio os anticorpos que vão levar à sua queda.
A Liberdade é um destino que os povos, sejam eles quais forem, desejam ardentemente.
E se considerarmos que o Irão, ainda por cima, é uma teocracia, com todos os defeitos inerentes ao facto e nenhuma virtude que o abrilhante, é por demais crível que o termo da sua validade esteja muito próximo.
A ver vamos...

Matemática

E eu a julgar que era só com os economistas.
Afinal existem mais profissões onde ninguém se entende.
A propósito dos exames de Matemática vê-se que duas associações, ambas de professores da disciplina, têm prespectivas antagónicas.
Entendo que deve existir controvérsia porque só da confrontação de ideias poderá existir verdadeira progressão no que se discute. Mas, no que se refere a exames, neste nosso país, a controvérsia é cíclica e parece que, sempre, com posições extremadas o que pressupõe incapacidade de uma análise crítica comum.
Por vezes chego a crer que a motivação não é, como devia ser, a melhoria dos parâmetros de avaliação, mas sobretudo uma forma de contestar, também sempre, o respectivo Ministério.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Para os meus "Prelins"





Ferreira Leite afirma que «pressionar eleitores não é próprio da democracia»

Como a memória desta senhora é curta.
Até parece que não se lembra do que fez a sua referência política, Cavaco Silva, nas décadas de 80 e 90.
A não ser que considere que o ex-PM e actual PR não é um democrata.
A drª. Leite considera que o realismo político é fazer, precisamente, o contrário dos outros, mesmo que esteja bem feito.
No extremo, se Sócrates disser que é contra a pena de morte, podem ter a certeza que ela dirá que é a favor da restauração da dita pena.
Nem dentro do seu próprio partido é compreendida, segundo os relatos que se ouvem.
E quer , uma pessoa assim, ser candidata a 1º Ministro neste nosso país.
Felizmente não terá essa sorte, para nosso bem.

23 de Junho (2)

Dois anos !
E permaneces presente, sempre !

23 de Junho

Faz hoje um ano que este blog foi relançado.

Cerca de 520 posts e 7.000 visitas depois, posso afirmar que foi muito positivo o labor desenvolvido, fundamentalmente pelos contactos mantidos e pelo muito que aprendi .

A todos os que tiveram a bondade de ler o "Vermelho Côr de Alface" muito obrigado.

Uma menção especial para o Bernardo e para a Leonor pelo apoio que me deram desde o primeiro momento .

domingo, 21 de junho de 2009

Prémio Lemniscata


Só à muito boa vontade de Carlos Santos se deve a nomeação para o prémio acima.
O Vermelho Cor de Alface não passa de um blog pessoal, pelo menos foi assim que foi pensado, que, a certa altura do seu tão curto percurso, foi evoluindo para uma intervenção mais activa nas mais diferentes áreas de interesse do autor.
Este último formato será, certamente, o que se irá manter no futuro
e espera-se que o sentido crítico que se procura imprimir se mantenha, que continue a tentar ser uma voz dos não especialistas, ou melhor, uma forma de fazer ouvir o que é uma voz corrente.
"O blog O Valor das Ideias atribuiu a Vermelho Cor de Alface, o Prémio Lemniscata:

“O selo deste prémio foi criado a pensar nos blogs que demonstram talento, seja nas artes, nas letras, nas ciências, na poesia ou em qualquer outra área e que, com isso, enriquecem a blogosfera e a vida dos seus leitores."
Sobre o significado de LEMNISCATA:LEMNISCATA: “curva geométrica com a forma semelhante à de um 8; lugar geométrico dos pontos tais que o produto das distâncias a dois pontos fixos é constante.

”Lemniscato: ornado de fitas Do grego Lemniskos, do latim, Lemniscu: fita que pendia das coroas de louro destinadas aos vencedores.
(In Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Editora)
Acrescento que o símbolo do infinito é um 8 deitado, em tudo semelhante a esta fita, que não tem interior nem exterior, tal como no anel de Möbius, que se percorre infinitamente.
Texto da editora de “Pérola da cultura”

Seguindo as regras este prémio é para ser atribuído de seguida a 7 blogues.

Assim, atribuo-o a:

sábado, 20 de junho de 2009

Líder do PSD diz que «só se estivesse cega» é que não via mudança de imagem de Sócrates

Manuela Ferreira Leite bem lhe podia seguir o exemplo .
Pelo menos ganhavamos o não ter de olhar para ela.
Mas não só no aspecto físico, no outro, o político sobretudo, também.

Portugal, terra dos estudos

Não ponho, quem sou eu, em causa a competência dos 28 ou 30 economistas que pedem, agora, a reavaliação dos projectos de obras públicas por parte do executivo.
O que salta à vista, contudo, é que o nosso país é a terra dos eternos estudos e porquê ?
Porque sempre que terminados uns logo se levantam dúvidas, por parte de outros técnicos, quanto à sua valia técnica.
Dá vontade de perguntar :
Mas quem fez os estudos também não eram técnicos avalizados para o efeito ?
Claro que eram, mas não eram certamente aqueles de seguida levantam os problemas, que sendo chamados a dar pareceres, quando os terminarem, também serão postos em causa por ainda outros técnicos ou somente pelos primeiros.
E assim vamos continuando a estudar e a resolver completamente NADA.
Acresce e bem, como o disse Mira Amaral, que alguns destes projectos, mormente o TGV, já vêm de 2000, tendo ultrapassado três governos de dois partidos diferentes, sendo o actual o único que teve a coragem de dizer faça-se.
E talvez seja isso que tenha levantado tantos problemas. Então um governo teve a ideia peregrina de finalizar um processo e dar voz de partida ao mesmo ? Um completo desaforo !
Mas partindo do principio que se deve reavaliar, então seria bom que os doutos 30 economistas dessem um contributo efectivo para a reflexão, não se esquecendo, depois, de dar também as medidas acertadas para criar condições para resolver o problema do desemprego, da segurança social, da saúde, etc. Não queremos ouvir mais teoria; queremos sobretudo aplicação prática.
Mas uma coisa é certa, quando a reflexão dos doutos 30 acabar, outros 30 ou 300 virão dizer que não é assim e que é necessário estudar o estudo que foi acabado de fazer.
E continuaremos nós a ser permanentemente um país adiado onde não se consegue dar seguimento a uma simples frase : FAÇA-SE !
Por outro lado desconfio que a grande maioria destes senhores não dará o menor contributo para a reflexão.
Primeiro, porque efectivamente o que pediram, foi que o executivo fizesse uma reflexão séria. Quer dizer, quem faz a reflexão é o executivo. Quando essa reflexão acabar eles cá estarão para dizer que está mal e que é necessária uma nova reflexão.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Comissão parlamentar sobre o BPN

Afinal o que ganhou Nuno Melo na sua cruzada contra Constâncio ?
Nada !
Apenas um atestado de incompetência própria, uma salganhada de trivialidades, um misturar de conceitos bom para papalvos, incompreensível para conhecedores.
E assim se ganha um lugar no Parlamento Europeu...

quinta-feira, 18 de junho de 2009

A decisão do PSD põe Cavaco en cheque

O PSD é o único partido parlamentar a querer legislativas e autárquicas no mesmo dia.
Todos os restantes são de opinião contrária.
Compreendemos muito bem a estratégia do PSD e igualmente as razões dos restantes.
São razões de índole eleitoralista .
Só que ao tomar esta posição o PSD põe Cavaco em cheque.
Irá Cavaco decidir a favor da minoria de que é originário ?
Ou será Presidente de todos os portugueses.
Por tanto querer pressionar, o PSD, pôs o PR em maus lençóis.
Creio que o PR ficou sem margem de manobra.
Se marcar as eleições, autárquicas e legislativas, para o mesmo dia, demonstrará a sua dependência do partido, PSD, e da sua ligação pessoal a Manuela Ferreira Leite.
Poderá ser o fim do que lhe resta em credibilidade.
Duvido que depois de tomar tal decisão, se a tomar, Cavaco se candidate a um segundo mandato.

terça-feira, 16 de junho de 2009

França - ataque à laicidade

Não posso deixar de dar publicidade ao post que hoje li no blog "Ponte Europa" que abaixo menciono.

http://ponteeuropa.blogspot.com/2009/06/franca-laicidade-traida.html

Felizmente que ainda existem organizações que denunciam os ataques que os estados sofrem, subrepticiamente, por parte do poder religioso com conivências governamentais.
E, logo isto, na terra da Revolução .

sábado, 13 de junho de 2009

José Rafael Espírito Santo, líder do Opus Dei em Portugal

Só para ilustrar, retirei este pedaço demonstrativo do pensamento do líder da Opus Dei, na sua entrevista de hoje ao "I".

"Que papel têm as mulheres no Opus Dei?
As mulheres têm o mesmo papel que os homens e têm mais um, que faz com que ainda sejam mais importantes no Opus Dei - é exactamente por serem mulheres que têm essa capacidade de cuidarem da casa. Toda a mulher tem uma vocação para mãe e dona de casa, mesmo que não seja mãe na prática. Têm uma sensibilidade especial para isso.

Mas um homem não pode fazer isso?
Bom, é uma constatação de facto. Isto a favor das mulheres, porque elas têm uma sensibilidade e uma capacidade de atenção ao pormenor que muitas vezes escapa ao homem. Evidentemente, repare, as mulheres não estão para servir os homens. Cuidam dos centros do Opus Dei dos homens e das mulheres. Aí é um ponto de honra, porque é viver o verdadeiro feminismo, com uma consciência do que significa a dignidade de ser mulher. E os homens não deixam nada por fazer que eles não possam fazer."

Sem mais comentários .
Mas leiam o resto e compreendem tudo.

Um grande futuro

Um belíssimo artigo de Leonel Moura no Jornal de Negócios de dia 13 de Junho.
A não perder.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Professores de moral ameaçam Estado com tribunal

Notícia do DN.
E porquê ?
Porque querem que os professores de religião e moral, nomeados pelos bispos, à margem de quaisquer concursos, participem na gestão das escolas.
Estes indivíduos ainda não compreenderam que estamos, felizmente, num estado laico.
O ensino destas matérias é meramente facultativo. Nenhum aluno pode ser obrigado a frequentá-las, como antigamente, no tempo da outra senhora, onde os bispos ainda pensam que estão.
A única preocupação da conferência episcopal portuguesa é o proselitismo. Quer enfiar os seus apaniguados nos centros de decisão escolar para melhor os poder manobrar.
O costume.
Por que não, também dar a hipótese às associações de ateus de poderem, se lhes for solicitado por uma escola, ter também professores nesta área.
A conferencia episcopal não reage ?
Reage, reage, de certeza, mas não deve. Os direitos confessionais são iguais neste país.

"CAP quer «correr» com ministro até às próximas eleições"

"João Machado, da CAP, considerou ainda legítimo que a sua confederação se tenha envolvido na campanha eleitoral."
Estas notícias saíram, hoje, na TSF on-line.
Está lançado o mote para as legislativas.
Os parceiros sociais acham que podem, enquanto confederações, fazer política directa e apelar ao voto num partido ou coligação.
Já só faltam os jornais e as televisões também tomarem partido declaradamente, embora já o façam hoje mas de forma mais ou menos encapotada.
Era bom que o Tribunal Constitucional se pronunciasse sobre o tema.
Creio que os dirigentes, enquanto personalidades, podem fazer os apelos que quiserem. Não creio que o devam fazer enquanto líderes de organizações de interesse público.
Por que não, então, também as ordens, os sindicatos, as organizações religiosas, os clubes de futebol e as ligas dos amigos de tudo e mais alguma coisa que exista em Portugal ?
Todos terão o direito, não é ?

.

A Cabrita ataca de novo

Passadas que foram as europeias O Sol volta ao ataque através de mais uma investigação da inenarrável Cabrita.
Agora é a propósito do vendedor, uma off-shore, da casa do Heron-Castilho que de forma velada liga à Mafia.
Com que intuito ?
É sabido. Ligar o PM, veladamente, a negócios mafiosos.
É a baixeza levada ao limite.
Ainda um dia se há-de fazer a história de tudo isto ...

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Europeias - Abstenção na emigração

Segundo o semanário "O Sol" a abstenção na emigração atingiu, nas europeias, a módica cifra dos
97 % .
Parece que a ligação às raízes dos nossos emigrantes cada vez está mais esfumada no que respeita à cidadania.
Quais eram os argumentos para não aceitar, unicamente, a votação presencial dos emigrantes, em Portugal ?
Pois aqui têm uma boa resposta.

Ainda a homenagem de Cavaco

Espero que não venha a ter lugar tão cedo mas poderá suceder.
E então, aí , gostaria de ver Cavaco Silva a prestar a homenagem fúnebre a José Saramago fazendo alusão ao Evangelho segundo Jesus Cristo.
Tal como ontem, seria um novo monumento à hipocrisia nacional.


Eu é mais bolos e tu é mais bifes

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Cravinho na onda de Alegre

Com amigos destes o Primeiro Ministro não precisa de inimigos.

Cavaco tenta corrigir erro com 20 anos

Mas, por mais que o faça, jamais conseguirá apagar a nódoa que foi a recusa da pensão a Salgueiro Maia.
Dirão que mais vale tarde que nunca e que a assumpção de um erro dignifica quem o faz.
Contudo, aos olhos do povo, foi um gravíssimo acto, e ainda por cima, se comparado, como na altura foi destacado, com a atribuição de pensões a dois inspectores da sinistra PIDE um dos quais envolvidos nos disparos da António Maria Cardoso em 25-04.74.
Poderão desculpar, agora, Cavaco Silva mas ninguém vai nunca esquecer a atitude então tomada.
E Salgueiro Maia mantém-se e é exaltado como exemplo .
Ele, de certeza, fica na História de Portugal.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Cerca de mil polícias entregam bonés a Sócrates

Se na rua chamar mentiroso a um polícia de serviço naturalmente serei preso por desrespeito à autoridade.
Na vergonha que se passou ontem junto à residência oficial do 1º.Ministro, 1000 polícias, além de arremessarem( quem viu, viu bem que não foram atirados ao ar, foram arremessados) os bonés das fardas para junto da porta da residência, gritaram bem alto e relativamente ao 1º.Ministro, aquilo por que eu seria preso se chamasse a um agente em exercício.
Pergunta:
Senhor Ministro da AI, Senhor Comandante Geral, como é ?

O pedido de apostasia

Já anteriormente me pronunciei, aqui, sobre os pedidos de apostasia.
Na altura, condenei o acto considerando-o um mero acto de publicidade tão condenável como os de proselitismo que são habituais nas religiões. Considerei, igualmente, que o acto de apostasia era absolutamente pessoal e interior.
No último domingo li, no DN, uma entrevista com um ateu que pediu a anulação do seu baptizado católico. Não o condeno (quem sou eu ?) mas seguindo o teor das declarações fui ao portal http://www.portalateu.com/, e verificar "in loco" os passos dados para a consumação do solicitado pelo cidadão.
E do muito que li, e poderão ler se o visitarem, retirei as linhas abaixo:

"O abandono da Igreja Católica, para que possa ser configurado validamente como um verdadeiro actus formalis defectionis ab Ecclesia, também para os efeitos das excepções previstas nos cânones supra mencionados, deve concretizar-se na:
a) decisão interna de sair da Igreja Católica;
b) actuação e manifestação externa desta decisão;
c) recepção de tal decisão por parte da autoridade eclesiástica competente."

Quer dizer:
Para sair de uma organização para a qual não pedi para entrar serei obrigado a pedir para sair.
Uma organização que não tem qualquer importância na minha vida civil, enquanto cidadão.
Uma organização à qual não atribuo qualquer superioridade social, muito antes pelo contrário.
Não !Continuo na minha.
Não dou importância a quem a não é nada, nem nada tem a ver comigo há muito, muito tempo.
Nem me dou ao trabalho de gastar tinta e tempo para escrever uma carta completamente inútil em todos os sentidos.

Pronto, já digeri ! O PS perdeu as eleições

E agora ?
Agora, bate chapas e tintas Robbialac...
Isso mesmo, recompor, ver as avarias e relançar o projecto.
Mal seria o PS fazer o que é defendido por Manuel Alegre e outros que o acompanharam no destroçar das hostes do próprio partido.
Agora, para que a coerência do projecto se mantenha, há que continuar a defender as políticas até agora defendidas. Apenas uma coisa deverá ser diferente. As políticas devem ser melhor explicadas.
Abandonar o rumo traçado é oportunismo. Ninguém compreenderia tal viragem e o descrédito seria maior, e a derrota nas legislativas seria retumbante.
Os pedidos de inflexão política são um presente envenenado que apenas irá contribuir para o fortalecimento dos que se opõem . Seria pactuar com as políticas de facilitismo, muito do agrado de todos, porque inconscientes quanto ao futuro.
Dirão que estou a ser suicida. Não! Estou a ser coerente.
Se Sócrates mudasse o rumo da governação ,só para agradar, nunca mais teria o meu voto e, como o meu, o de muitos outros.
O PS perdeu por 180 mil votos. O equivalente a uma Av. da Liberdade cheia de manifestantes.
Seja.
Perder a cara, a coerência e a compostura será muito mais grave.
O meu respeito pelo cerca de 6,6 % dos votantes que votaram em branco. Disseram ao que iam. Protestaram, não se venderam.
Põe-se agora o caso das legislativas.
Pensem, mas pensem bem, o que poderá acontecer neste país.
Claro que daqui a pouco tempo vai começar a campanha pelo voto útil à esquerda e à direita. Já é sabido e conhecido por demais.
Um último comentário.
Na França das grandes manifestações dos Sindicatos e grandes greves ganhou quem mais os afronta. Em Portugal será impensável.
Em toda a Europa, com uma crise derivada dos excessos de um capitalismo selvagem, ganham os seguidores e familiares desse mesmo capitalismo.
Algo vai mal na sociedade de hoje. As pessoas pensam com a carteira e para amanhã. Poucos são os que pensam no futuro.
Só mais uma nota.
Em países que foram vítimas de uma guerra como a II Guerra Mundial, partidos de extrema direita tomaram votações importantes.
Estou a começar a ficar preocupado com os meus netos.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Digerindo...

O dia de ontem foi demais para mim.
Deliciei-me ao almoço com 1 kg. de caracoletas cosidas à moda da minha Avó.
Hoje ainda estou a digerir tal comezaina.
É claro que à hora do jantar algo correu mal e que também não digeri bem...
Deixem-me recuperar. Amanhã volto.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

No domingo

É VITAL ir votar.

Um certo ar fresco

Felizmente existe Obama.
Embrenhados na baixa política que nos assola, numa campanha para as europeias perfeitamente medíocre, numa ante visão de uma paupérrima ida às urnas, agarramos com alguma esperança no futuro o discurso do Presidente Obama no Egipto.
O homem continua a marcar a agenda mundial e a cumprir o que prometeu.
Pelo menos alivia-nos o stress.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...