sexta-feira, 12 de junho de 2009

Professores de moral ameaçam Estado com tribunal

Notícia do DN.
E porquê ?
Porque querem que os professores de religião e moral, nomeados pelos bispos, à margem de quaisquer concursos, participem na gestão das escolas.
Estes indivíduos ainda não compreenderam que estamos, felizmente, num estado laico.
O ensino destas matérias é meramente facultativo. Nenhum aluno pode ser obrigado a frequentá-las, como antigamente, no tempo da outra senhora, onde os bispos ainda pensam que estão.
A única preocupação da conferência episcopal portuguesa é o proselitismo. Quer enfiar os seus apaniguados nos centros de decisão escolar para melhor os poder manobrar.
O costume.
Por que não, também dar a hipótese às associações de ateus de poderem, se lhes for solicitado por uma escola, ter também professores nesta área.
A conferencia episcopal não reage ?
Reage, reage, de certeza, mas não deve. Os direitos confessionais são iguais neste país.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...