sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Petição Presos políticos em Cuba


Para:Embaixada de Cuba em Portugal

Nós, cidadãos de um país que conquistou a sua liberdade há 36 anos, solidários com a resistência a todas as formas de imperialismo, críticos do bloqueio injusto e injustificável a Cuba por parte dos Estados Unidos da América, vimos através deste abaixo-assinado protestar contra morte do activista Orlando Zapata Tamayo depois de uma pena de prisão absurda e de uma greve de fome pelos seus direitos civis. E, através deste protesto, manifestar a nossa solidariedade empenhada para com todos os presos políticos cubanos e para com todos aqueles que em Cuba lutam por valores que, para quem, como os portugueses, viveu meio século de ditadura, são bens preciosos: a democracia, a liberdade e o direito a autodeterminação dos povos e dos indivíduos. Não há verdadeira independência de um povo sem democracia. Não há revolução que valha a pena sem liberdade.


Os signatários

Para assinar esta petição aceda a:
http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N1429

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Mais razões porque não apoio a candidatura à Presidência da República do Dr. Fernando Nobre

Quem se pretende enganar quando se afirma que uma candidatura à Presidência é apolítica ?
Quem se pretende cegar quando se afirma que um candidato não é de esquerda, nem de centro, nem de direita ?
Um candidato que se habilita a um lugar político  e que é apolítico e que não tem posicionamento ideológico nenhum ( além de ser monárquico, é claro) não é um candidato, pior, não é nada !

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Não muda...





Porque será que quando alguém tem medo do outro a sua primeira reacção é criar medo ao outro ?
Mas se o outro não lhe tem medo encolhe-se e desaparece?

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Grande manifestação contra o casamento homossexual

Deve ter sido deveras empolgante !
A organização fala em mais de cinco mil pessoas o que, como é hábito, estará empolado. Mas está bem demos de barato-5.000 manifestantes.
Para uma organização de âmbito nacional com 19 comités a trabalhar o resultado é fraco.
Segundo o DN de hoje:
"A Plataforma Cidadania e Casamento, que convocou o protesto para as 15.00, não arrisca avançar com uma estimativa para o número de participantes. Mas grande parte dos 19 comités regionais que estão a promover a ideia tem autocarros para deslocar hoje os participantes até ao centro de Lisboa."
Informava, também, o mesmo jornal :
"Os bispos e a maioria dos padres do País não vão hoje à Avenida da Liberdade, em Lisboa, participar na manifestação contra o casamento gay. A Igreja Católica apoia e aplaude a manifestação, mas recusa envolver-se nesta iniciativa da sociedade civil.
Ontem, o porta-voz da Conferência Episcopal disse ao DN que "a Igreja Católica aplaude e congratula-se com todas as iniciativas que saiam em defesa da família e do casamento."
Ora bem, já nem lhes obedecem...
Se estavam à espera de uma mole humana que levasse o PR a vetar a lei, tiveram pouca sorte. Não é com esta infima adesão que conseguem levar Cavaco a tomar uma atitude que, ele sabe, o pode prejudicar em
véspera de presidenciais.
Só mais uma coisa.
Havia um manifestante com um cartaz dizendo que toda a criança tem de ter  pai e  mãe ...
Nada mais verdadeiro. Talvez a única coisa verdadeira da manifestação, além do apoio do CDS, embora pequeno, e a congratulação  monárquica consubstanciada na presença daquele que se diz herdeiro de uma coisa que não existe  - Duarte Pio de Bragança.
Resumindo:
QUALQUER CRIANÇA TEM DE TER PAI E  MÃE.......
...caso contrário não tinha nascido !

Era preciso acreditar

AOS MEUS CAMARADAS TIPÓGRAFOS


Tinhamos o mesmo ofício
Que ajudava a ver na noite
Ver é compreendre e agir
É ser ou desaparecer.

Era preciso acreditar preciso
Crer que está nos homens o poder
De ser livre e ser melhor
Que o destino que lhe foi imposto

                                        E nós esperávamos a grande primavera
                                        E nós esperávamos uma vida perfeita
                                        E que a claridade se decida
                                        A carregar todo o peso do mundo.

                                        Paul Éluard - Poemas políticos
                                        Col. Forma

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Primeiras razões porque não apoio o Dr. Fernando Nobre

Quero, em primeiro lugar, afirmar que o cidadão Fernando Nobre me merece a maior consideração e é um exemplo para todos pelas suas qualidades humanas.
Agora:
  • Não quero que seja eleito PRESIDENTE DA REPÙBLICA PORTUGUESA um cidadão que se afirma e defende os ideais monárquicos;
  • Não acredito em regenadores, mais, causam-me graves engulhos os personagens que se apresentam como transversais politicamente, tanto apoiam partidos de direita, de centro e de esquerda;
  • O discurso de apresentação do Dr. Fernando Nobre é um somatório de lugares comuns populistas, quase anti-partidos e anti-política;
  • Portugal necessita de um Presidente batido na política, quer nacional quer internacional.
Agora fico a aguardar novos desenvolvimentos.

Seviço público





Os canais de televisão portugueses fizeram, hoje, um verdadeiro serviço público ao transmitirem, em directo,o depoimento da jornalista do semanário " Sol ", Felícia Cabrita, perante a Comissão de Ética da AR.
Quem assistiu ao decorrer dos trabalhos ficou, decerto, perfeitamente ciente da pessoa que tinham pela frente.
Creio, mesmo, que melhor atestado da credibilidade da mesma não podia ser mais desejado para aquilatar da qualidade da informação e de quem a faz no referido semanário.
Mais palavras para quê ?

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Grupo de militares de Abril contra casamento entre homossexuais

E depois ?
É acaso, o ser de Abril, uma etiqueta que dê consistência de maior  à sua tomada de posição?
É a mesma coisa que promover agora um "Grupo de cidadãos de Abril contra o grupo de militares de Abril contra o casamento entre homossexuais". Dá, acaso, aos cidadãos, alguma mais valia....o ser , também, de de Abril ?
Manifestem-se, digam que não estão de acordo, o que quizerem, mas não utilizem meios menos dignos para atingirem os seus fins. Não é assim em democracia, aquela que afimam ter ajudado a restaurar.Ajam como cidadãos comuns, não se aperaltem com etiquetas que acabam por desmerecer.
Já agora, só uma pergunta :
Não havia homossexuais no conjunto dos militares que fizeram o 25 de Abril ?

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

1º. Centenário da Implantação da República Portuguesa

"Não se arrancam com facilidade todas as raizes de um regime político sete e meia vezes secular. Caíra quase sem resistência militar, por isso que a fé inabalável de um modesto guarda-marinha, o meu saudoso amigo Machado Santos, soubera sobrepor-se ao momentâneo desânimo e descrença dos seus companheiros de luta mais graduados e ao assomo impotente de reacção de Paiva Couceiro, grande figura de soldado e de português, que apenas se batera pro honore. Mas, pouco a pouco, os monárquicos mais fieis ou mais despeitados foram-se reconpondo da surpresa inicial e deram em fervilhar em actividades conspiratórias, que, depois de inofensivas manobras facilmente debeladas, acabaram por se concretizar num fenómeno emigratório para a vizinha Espanha onde a complacência ou, para falar com mais propriedade, a cumpilicidade dos governos lhes forneceu abrigo e campos de treino fronteiriços, de que partiam para incursões, que redundavam em malogro, se não em fiasco, e para onde regressaram após a derrota com as armas não abandonadas na fuga.
.................................................
No entretanto, em dois exercícios consecutivos - os de 1913 e 1914 - Afonso Costa, avocando a si a Pasta das Finanças, conseguira transmudar em "superavit" o crónico "deficit" orçamental, dentro do qual a Monarquia se acostumara a viver, como os peixes se sentem, às mil maravilhas, dentro de água. Fê-lo sem coacções sobre a Nação, sem exageros tributários, que um Parlamento em grande parte hostil lhe não consentiria, quase só por uma mais perfeita ordenação da administração publica e pela consequente compressão das despesas. Duvidaram da autenticidade do fenómeno muitos dos opositores republicanos do notável estadista, isto sem falar nos inimigos da República. Hoje, todos, sem excepção dos situacionistas, reconhecem a veracidade desses "superavits", mas estes últimos não levam a sua sinceridade ao ponto de confessarem que a execução de uma tarefa dessa índole se torna bem mais difícil sem apressão de uma Força Pública inteiramente submetida às directivas dos governantes e sem o auxílio terrorísticvo de uma polícia política carente de escrúpiulos."
............................................................"

Cunha Leal - CÂNTARO QUE VAI À FONTE... - coisas do tempo presente
Edição de Autor - 1963

O vómito


"Campanha com meios públicos
Sócrates foi apoiado por blogues alimentados em informação e argumentários feitos por assessores."
Correio da Manhã -17.02.2010

Continuamos com o jornalismo de investigação "a la carte" e, apenas, com um objectivo - atingir o 1º. Ministro, mesmo que a argumentação seja uma tonteria. Mas há que fazer pressão, não é ?
Principalmente quando se descutem na AR, assuntos relacionados.
Acima de tudo, um vómito !!!

Clube dos "Desassossegados" - contribuição IX



"Cheguei àquele ponto em que o tédio é uma pessoa, a ficção encarnada do meu convívio comigo."




Bernardo Soares/Fernando Pessoa -Livro do Desassossego / Confissões-
Textos datados e cronologicamente ordenados - 1932( data presumível)

O quê???

Maria, traz-me a gramática!

Aceda a:
http://www.tsf.pt/paginainicial/AudioeVideo.aspx?content_id=913933

Ficamos a saber que Cavaco nunca "façará"...


segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

União Europeia contra o CDS

                                                          
A nomeação de Victor Constâncio para Vice-Governador do BCE  nada tem a ver com a sua competência internacionalmente reconhecida; apenas se destinou a chatear o CDS, o Nuno Melo e o  Paulo Portas...

Assessor de Cavaco escreve moção de Passos Coelho

Tomem bem nota que isto saiu no jornal.
Vide:
http://economico.sapo.pt/noticias/assessor-de-cavaco-escreve-mocao-de-passos-coelho_81691.html
Depois não venham dizer que o Governo anda a espiar o Palácio de Belém e que os assessores do PR não colaboram com o Partido (PSD).
Mas o que aqui é nomeado é a favor do Passos Coelho. Esperem que ainda faltam dois para apoiar os outros candidatos.

História da Moral


HISTÓRIA DA MORAL

Você tem-me cavalgado,
seu safado!
Você tem-me cavalgado,
mas nem por isso me pôs
a pensar como você.

Que uma coisa pensa o cavalo;
outra quem está a montá-lo.

                                        Alexandre O'neill

A honra perdida dos direitos

Hoje, no Forum do DN, pag.55, os convidados António Carvalho Santos (Juiz desembargador) e João Araújo (Advogado), dissertam sobre o assunto em título.
Recomendo profundamente a sua leitura, muito embora, a espassos, a linguagem seja um pouco difícil para o comum dos mortais. Contudo, e porque não é assim tão difícil, não deixem de apreciar o artigo.
Deixo-lhes algumas passagens :
  • -"Crime de atentado contra o Estado de direito é alguma actuação concreta ou projectada que visa retirar aos cidadãos os direitos fundamentais; vida, dignidade, liberdade, no quadro das institucional da democracia."
  • -"Ao visarem sempre, e só sempre, abolir, esmagar ou reduzir ao intolerável uma sobrevivência respeitosa das pessoas e das entidades no campo concreto e social das diversas vias de nos decidirmos."
  • -"Anos a fio, cidadãos foram condenados a pesadas penas, com procuradores e juizes (quantos servis, quantos convencidos?) com a defesa tolhida, por atentado contra a segurança do Estado, por simples dissidência."
  • -"Subverter o Estado de direito implica mudança sistémica que não permita o exercício dos direitos e das liberdades, que seja contra a regra um cidadão/um voto, contra os julgamentos isentos, contra os governos de confiança parlamentar, a favor de nenhum calendário eleitoral."
  • -"E não é isto que se passa na presente crise."
  • -"Através do discurso jurídico de oportunidade, da simulação de direitos perdidos ou ganhos, desaba a honra dos juristas...."

Liberdade de imprensa ?



Face Oculta: Manuel Godinho terá pago 72 mil euros a Santana Lopes e irmão


Está aberta (se já não estava...) a caixa de Pandora.
Vamos ver agora as reacções.
Estamos a caminho da completa impunidade dos orgãos de informação.
Ou será manobra de diversão para mostrar que "batem"  em qualquer um ?

http://sic.sapo.pt/online/noticias/pais/Face+Oculta+Manuel+Godinho+terá+pago+72+mil+euros+a+Santana+Lopes+e+irmao.htm

Marcelo dixit

"É difícil manter um mentiroso como primeiro-ministro"
http://economico.sapo.pt/noticias/e-dificil-manter-um-mentiroso-como-primeiroministro_81661.html

Lá isso é verdade!
Tão verdade como manter um palhaço malabarista fora do circo...

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Vida

VIDA

- Mãe! O mundo é mau,
Torna a flor num lodo
E um pássaro num verme,
E eu não sabia...

- Filha! Semeia flores no lodo
Empresta o teu canto ao verme.
Se as tuas mãos continuarem puras
E meigo o teu coração,
Acredita que o mundo é belo.
                                         E saberás!

                                        Matilde Rosa Ararújo -
                                        Brincar também é poesia
                                        Plátano Editora

Mp3 com orações dos jesuitas para ouvir no carro


A partir de quarta-feira, dia 17, podem ser descarregadas gratuitamente orações jesuítas em português.

Aceda :
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1494664

A próxima promoção vai abranger os cartões de desconto para compra de material de índole religiosa..?
Não há nada como acompanhar os tempos e as técnicas de marketing para reforçar o proselitismo.

Igreja não pode ser democrática


O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, afirmou que, na estrutura da Igreja Católica, o poder é "indivisível", motivo pelo qual as decisões não podem ser tomadas pela regra da maioria.

Ainda bem que o declararam !
Nós ainda não tinhamos reparado nisso...

Aceda a:
http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,igreja-nao-pode-ser-democratica-diz-secretario-do-vaticano,509953,0.htm

Manifesto




Assine esta petição.

Vivemos tempos que impõem uma tomada de posição. O que se está a passar em Portugal representa uma completa subversão do regime democrático. Os sinais avolumam-se diariamente e procuram criar as condições para impor ao país uma solução rejeitada nas urnas pelos portugueses.

Com base numa suposta preocupação com a «liberdade de expressão», que não está nem nunca esteve em causa, um conjunto de pessoas tem fomentado a prática de actos nada dignos, ao mesmo tempo que pulverizam direitos, liberdades e garantias. É preciso recordar: à Justiça o que é da Justiça, à Política o que é da Política.

Num País, como o nosso, em que os meios de comunicação social são livres e independentes, parte da imprensa desencadeou uma campanha brutal contra um Primeiro-Ministro eleito, violando a deontologia jornalística, as regras do equilíbrio democrático e as bases em que assenta um Estado de Direito, em particular o sistema de justiça. Reconhecemos, e verifica-se, uma campanha diária, sistemática e devidamente organizada, que corresponde a uma agenda política contrária ao PS e que se dissolve tacticamente na defesa de uma suposta liberdade cujos autores são os primeiros a desrespeitar.

Não aceitamos ser instrumentalizados por quem pretende que um Primeiro-Ministro seja constituído arguido nas páginas dos jornais, tal como já aconteceu noutras ocasiões num passado recente, alimentado um chocante julgamento popular que tem por base a violação dos direitos individuais e a construção de uma tese baseada em factos aleatórios, suspeições e vinganças pessoais.

Defendemos o interesse público e o sistema democrático para lá de qualquer agenda partidária. Os primeiros signatários são militantes do PS mas redigem este manifesto na qualidade de democratas sem reservas, abrindo-o a todos os portugueses que queiram associar-se a um repúdio público pelo que se está a passar. Recusamos esta progressiva degenerescência das regras do Estado de Direito e não aceitamos que se procure derrotar por meios nada lícitos um Governo eleito pelos portugueses, nem tão pouco que se procure substituir o sistema de Justiça por um sistema de julgamento mediático.

Pela democracia e pelo respeito da vontade popular, nós tomamos partido.

Os primeiros signatários,

Tiago Barbosa Ribeiro e Carlos Manuel Castro

t.b.ribeiro@sapo.pt palavraberta@gmail.com

Porto e Lisboa, 13 de Fevereiro de 2010

sábado, 13 de fevereiro de 2010

A propósito de denúncias e delações

(No café de estudantes quando se desafiava quem se escondia covardemente por detrás das lapelas dos casacos)


Já eram apontados a dedo
e ninguém se enganava
tinham os olhos como moscas
ouvidos como elefantes
narizes de perdigueiros.

No entanto tinham medo
queriam demonstrar o que não eram
e quedavam-se na caricatura
de velhas quadrilheiras
no trespassar das vizinhas.

Eles tinham medo
mas nós também
daí o desafio
de tomar café a olhá-los nos olhos
a cobri-los do ridículo
que se deve aos abutres que metem medo
mas fogem dos ratos porque roem    roem   roem...

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O outro polvo



A ler o post de Francisco Proença de Carvalho no "insuspeito" 31 da Armada.
Não há como chamar os ditos pelos ditos.
Aceda a :
http://31daarmada.blogs.sapo.pt/3732363.html

Sondagem: Polémicas não beliscam popularidade

Muito se fala na queda do Governo com base na falta de credibilidade do 1º.Ministro.
Será que é verdade ou é mensagem que se teima em querer passar, ou que alguns círculos pretendem passar ?
Como sempre, fala-se muito no povo que anda preocupado e atónito com tanta confusão mas pelas sondagens que têm saído, incluindo esta do Expresso/SIC/RR (está à vista que é um grupo de empresas da Comunicação Social controlado pelo Governo) não é isso que transparece.

Ou será que o povo é suficientemente esperto e já reparou que andam alguns a querer fazer a cama ao homem ?
Para melhor esclarecimento
aceda a :
http://aeiou.expresso.pt/sondagem-polemicas-nao-beliscam-popularidade=f564974
ou a :
http://sic.sapo.pt/online/video/informacao/noticias-pais/2010/2/sondagem-da-nova-vitoria-ao-ps12-02-2010-94321.htm

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A entrevista a Noronha do Nascimento

Querer fazer uma entrevista televisiva a um Presidente do Supremo Tribunal de Justiça (3ª. figura do Estado) e não saber como funcionam as estruturas superiores da justiça portuguesa dá nisto.
Judite de Sousa tentou driblar um velho magistrado mas saiu-se mal.
Acabou, no fim, por ouvir que os jornalistas gostam das leis para os outros mas não para si próprios.
E pior, quando afirmou que a liberdade de imprensa é o direito mais valioso em Democracia a que Noronha do Nascimento respondeu, que não, que o mais valioso é o direito à vida.
E ficamos como iniciamos. Uma entrevista falhada.
Acontece sempre assim quando uma jornalista-entrevistadora toma partido. Parecia a Judite de Sousa dos tempos de Cavaco e de Guterres.

Manifestação pela "Liberdade...de imprensa"

Fiquei esmagado pela grandeza da manifestação. E as pessoas conhecidas que deram o nome e lá estavam ?
Eu queria passar da Rua de S. Bento para a D. Carlos I e não consegui por causa do ajuntamento.
E então, quando uma delegação se deslocou para dentro da Assembleia e o número de manifestantes ficou reduzido a cerca de 50% , vi a realidade e fiquei estarrecido...
Brutal !...

Um novo lugar

Com o fito de melhor organizar os temas que publico resolvi dar início (08.02.2010) a um novo blog.
O "João Olhos no Mar" fica a partir de agora ao Vosso dispor.
Aguardo a Vossa visita.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Um post a ler sobre a " Liberdade de expressão"


Um belíssimo post de  F. Nunes Vicente que merece ser lido pela actualidade e clareza.

"A liberdade de expressão não se esgota no ego de um jornalista ou na caneta de um comentador. Envolve um vastíssimo subconjunto de liberdades e, por isso, sempre que foi cerceada, implicou um aparelho político global. Orgãos inteiros, partidos, sindicatos, universidades, todos foram silenciados em experiências do passado ( para falar só do passado).

É conveniente manter a cabeça arrefecida."

Aceda a:
http://marsalgado.blogspot.com/2010/02/cabeca-fria-manipulacao-das-chefias-e.html

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Clube dos "Desassossegados" - contribuição VIII

...o que tenho sobretudo é cansaço, e aquele desassossego que é gémeo do cansaço quando este não tem outra razão de ser senão o estar sendo. Tenho um receio íntimo dos gestos a esboçar, uma timidez intelectual das palavras a dizer. Tudo me parece antecipadamente fruste.

O insuportável tédio de todas estas caras, alvares de inteligência ou de falta dela, grotescas até à náusea de felizes ou infelizes, horrorosas porque existem, maré separada de coisas vivas que me são alheias...

Fernando Pessoa/Bernardo Soares - Livro do Desassossego
Confissões-Textos datados ou cronologicamente ordenados

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Tribunais para quê ?

Vamos acabar com os Tribunais Superiores e com a Procuradoria-Geral.
Não servem para nada !
O que verdadeiramente importa são as decisões dos procuradores, dos juizes de instrução, dos inspectores da PJ.
Nem vale a pena levar ninguém a julgamento. Decide-se logo e publica-se num jornal e está feita Justiça.
É a isto que estão a fazer  demanda ?
Mais!
Nunca mais, certos jornalistas  condenados em 1ª. Instância, vão recorrer aos Tribunais Superiores, porque o que importa são os despachos dos juizes e procuradores de instrução criminal; nem sequer deveria haver julgamento nesta 1ª.Instância. Gastar tempo e dinheiro para quê ? Não vale a pena. O juiz e o procurador inicial já despacharam...pronto !!
E o que se poupava em funcionários ? Até ajudava no deficit ...
Deverá ser esta a sua atitude no futuro.

Está tudo doido neste país ?!
Ao que leva o ódio ...!
DEGRADAÇÃO CÍVICA  E MORAL !
Estou a pensar, sinceramente,  em emigrar para dentro de mim durante uns tempos...

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Afinal o que importa ...


Pastelaria

Afinal o que importa não é a literatura
nem a crítica de arte nem a câmara escura

Afinal o que importa não é bem o negócio
nem ter o dinheiro ao lado de ter horas de ócio

Afinal o que importa não é ser novo e galante
- ele há tanta maneira de compor uma estante

Afinal o que importa é não ter medo : fechar os olhos
          frente ao precipício
e cair verticalmente no vício

Não é verdade rapaz ? E amanhâ há bola
antes de haver cinema madame blanche e parola

Qua afinal o que importa não é haver gente com fome
porque assim como assim ainda há muita gente que come

Que afinal o que importa é não ter medo
de chamar o gerente e dizer muito alto ao pé de muita gente:
Gerente! Este leite está azedo!

Que afinal o que importa é pôr ao alto a gola do peludo
à saída da pastelaria, e lá fora - ah, lá fora! - rir de tudo

No riso admirável de quem sabe e gosta
ter lavados e muitos dentes brancos à mostra


Mário Cesariny - Nobilíssima Visão
Guimarães Editores

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Actual


Epigrama

Tenho uma arte, enfim,
que muitos outros temem:
a de saber ferir
aqueles que me ferem.


ARQUÍLOCO, Sec.VII a.C.- Fragmentos 126 West
Colóquio Letras nº.163

Mário Crespo tem razões de queixa do JN e do Primeiro Ministro ?


"Durante os dois anos e meio de colaboração com o "JN", Mário Crespo escreveu vários artigos críticos do governo. Em Dezembro, o jornalista falou do "país do palhaço inimputável": "[...] Não lhe tem acontecido nada desde que conseguiu uma passagem administrativa ou aprendeu o inglês dos técnicos e se tornou político."

Aceda a:
http://www.ionline.pt/conteudo/44821-mario-crespo-acusa-socrates-tentar-silencia-lo

Não há dúvida que tem imensa razão. E que até o Primeiro Ministro deste País, eleito democraticamente -não contratado como qualquer jornalista televisivo-, não tem qualquer razão para não gostar de Mário Crespo...
Tudo se nota nas linhas acima.
E, também, segundo consta, - ouvi-o de um amigo de um amigo que ouviu de outro amigo -  que Mário Crespo se virou contra o Governo desde que não conseguiu o almejado cargo nos EUA.
Tudo boas razões. Límpidas, coerentes, sensatas.
Como diria o outro:
-É o Mário Crespo estúpido !
Perdão. esqueci-me da vírgula.
-É o Mário Crespo, estúpido!

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Mário Crespo já anda à procura


Mário Crespo ao i: “Não faço ideia como o artigo foi parar ao site do Instituto de Sá Carneiro".

Porque o artigo foi publicado, certamente, sem a sua autorização, neste momento já deve ter dado ordem ao seu advogado para solicitar uma investigação ao Ministério Público.
Que diacho !
Diz que o Governo o quer "solucionar" e depois aparece o artigo num orgão o PSD...
Estão todos conluiados.
É demais para um jornalista só ! Basta de brincadeiras com uma pessoa séria...!
De certeza que não descansará enquanto tudo não for tirado a limpo...
Vamo-nos a eles, Mário !...

Fui ao dicionário

e lá estava :
CRESPO - adj. De superfície áspera; rugoso. Escabroso. Anelado(cabelo). Agitado. S.m. pl. Rugas, pregas.

O seu a seu dono !...

Centenário da República-31 de Janeiro de 2010




De quem foi a ideia peregrina de pôr um sacerdote católico a fazer rezas no meio da cerimónia do início das Comemorações do 1º. Centenário da Implantação da República ?
Deve ter sido para agradecer o apoio que a dita organização religiosa deu aos movimentos e aos ideais republicanos nos fins do sec.XIX e inícios do sec. XX...
Falta de memória ?

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Manuel Buiça e Alfredo Costa, Heróis ou traidores ?


O conto do paladino
defensor da justa causa
o dilema do homem na escolha
do prisma real de observação
herói ou traidor
qual o cognome
na revolução ?

O sangue do povo
o futuro
a honra
o sangue lava
aduba
fortifica
a nova árvore
que grita
 que os seus ramos
têm sombra.

O futuro
que cresce longe
plantado num campo
vermelho-verde
sangue-esperança.

A honra
de erguer o braço
e dizer
PRESENTE...!

Só um prisma
então se pressente
e o dilema
 se desvanece.

Miguel Gomes Coelho - De Coração na Mão -1978





Desculpem mas, hoje, estou triste


Alguém, que comigo subia à Barca das Recordações, chegou ao Fim deste Mar.

Correspondências


A Natureza é um templo onde vivos pilares
Pronunciam por vezes palavras ambíguas;
O homem passa por ela entre bosques de símbolos
Que o vão observando em íntimos olhares.

Em prolongados ecos, confusos, ao longe,
Numa só tenebrosa e profunda unidade,
Tão vasta como a noite e  como a claridade,
Correspondem-se as cores, os aromas e os sons.

Há perfumes tão frescos como a jovem carne,
Doces como oboés e verdes como prados,
- E há os outros triunfantes, ricos, corrompidos,

Que se expandem no ar como coisas sem fim
Como o âmbar, o almíscar, o incenso, o benjoím,
E cantam os arroubos da alma e dos sentidos.

Charles Baudelaire - As Flores do Mal - Spleen e Ideal -IV
Ed. Assírio & Alvim

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...