terça-feira, 15 de setembro de 2009

Afinal o que está em discussão nesta campanha eleitoral ?

Julgava-se no início da campanha eleitoral que o que estava em discussão nestas legislativas era, fundamentalmente, o confronto entre visões políticas entre o PS e o PSD que determinaria o sentido do voto dos portugueses conducente à eleição de um novo governo.
Enganámo-nos.
O que vai estando em discussão é o, ou não, regresso ao passado.
Contra todas as previsões, o discurso de direita do PSD, partido estruturante da nossa democracia, tem-se tornado cada vez mais radical, com laivos de saudosismo Salazarista, correndo o risco do próprio CDS-PP poder ser considerado à sua esquerda, atirando aquele para os braços da direita reaccionária, comprometida com o Estado-Novo.
E o que é mais espantoso é que, a líder do PSD, cada vez mais acentua essa tendência .
Julgará a Senhora que com isso vai ganhar os votos dos descontentes. Mas engana-se.
Os portugueses podem estar descontentes com o governo, ou com as consequências políticas da conjuntura actual, mas não estão contra o regime democrático que levou à queda de Marcello Caetano e Tomás.
Os portugueses se, em certas coisas, têm a memória curta, noutras, como a Ditadura de 33-74, não se esquecem.
Nem se esquecem dos seus apaniguados nem daqueles, que pelo silêncio comprometido, nada fizeram por alterá-la.
É este, também, o drama de Ferreira Leite.
Sem passado político longínquo que possa apresentar , sem obra, como governante, de que se possa orgulhar, antes pelo contrário.
Daí parte para o insulto. Daí começa a baixeza de processos.
A candidatura da presidente do PSD é um grande revéz para o regime democrático.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...