terça-feira, 16 de setembro de 2008

Realidade dura

Morremos por estarmos a mais
e estar a mais é ir morrendo em cada dia.

"Deambulações oblíquas" de António Ramos Rosa, pag.16

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...