sexta-feira, 4 de julho de 2008

Assembleia da República- Bernardino Soares

A minha completa impossibilidade de perder o respeito por outro ser humano, impede-me de tratar com palavras condignas a intervenção do deputado acima, aquando do voto sobre a libertação de Ingrid Bettancourt.
Em tempos idos, considerei sempre os camaradas do PCP como companheiros de uma viagem que, com as devidas diferenças, nos conduzia à Liberdade. Tive, posteriormente, desapontamentos e fracturas, mas nunca como hoje, e assumo-o, uma completa rotura.
Nada mais me condiciona politicamente que a LIBERDADE. E não é a minha Liberdade, nem a tua Liberdade, é a LIBERDADE de todos, em todos os seus aspectos.
Por isso, Unidade, Aliança, etc., comigo nunca mais!
Eu sei que não sou ninguém, nem valho nada politicamente, mas é grave, porque sou mais um.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...