Pular para o conteúdo principal

Deliberado ou inconsciência ?

Acreditem que me sorri muito embora tivesse pouca vontade e o fazer.
Numa situação do Mundo, tão difícil quanto o actual, com todos os seus problemas actuais, quer sociais, económicos , culturais, quer religiosos, que não são de somenos, aparecem, de vez em quando, uns maduros que nos obrigam a mostrar levemente os dentes.
Não é que eu tenha algo contra quem se diverte.
Quem, se não eu, adora um bom dichote, uma palavra a tempo, um sorriso satisfeito.
O que me espanta, na verdade, é esta capacidade inconsciente de certos grupos se poderem dedicar a coisas tão fúteis, sendo adultos, e que eu não aceitaria aos meus filhos nos seus mais tenros anos. Por uma questão de formação, é claro.
Mas ao que vem este arrazoado ?
Não se riam!
Pois bem!
Realizou-se no Japão, a 35ª. Convenção do Assobio, com 77 participantes.
Não estou a brincar, é verdade...
77 manfios ou manfias apitando ou trinando das mais diferentes formas e feitios de modo a ganhar algum.Apitando grave ou agudo, com boquinha de c..., mas deliciando os assistentes.
Claro, que é de modo a ganhar algum....
(É o assobiu , estúpido!)
Compreenderam agora porque é que eu tenho vontade de chorar?

Comentários

Julio Maugénio disse…
T. Mike

Não te espantes...por cá, entre nós, há muito que se pratica o portuguesíssimo "assobiar p'ró lado". É a grande Convenção do "assobia pr'ó lado" ou seja do "não ligues nem te rales, que isso não é contigo", com 10 milhões de participantes.
Comparado com isto, o que são 77 japoneses a assobiar pr'à frente?
Afinal, foi a assobiar pr'à frente que o David Niven construiu a Ponte do Rio Kwai...no Japão. Deve vir daí...
Se calhar o que precisamos para utrapassar a crise é passar-mos a assobiar pr'à frente.
Um abraço
T.Mike disse…
Maugénio,

faltou o assobiar para trás, mas esse, se calhar, há muito que já não o fazemos...

Postagens mais visitadas deste blog

Sonhar a terra livre e insubmissa

E volto aqui sempre que posso, enche-me o peito...
E cada vez mais do que nunca...

Retrato de Manuel Alegre

Alegre   Manuel   alegre até à morte
que lindo nome para um homem triste
que lindo nome para um homem forte.

Alegre   Manuel   despedaçado
pela espada da língua portuguesa:
a palavra saudade   a palavra tristeza
a palavra futuro   a palavra soldado
Alegre   Manuel   aberto cravo
aos ventos da certeza.

Alegre   Manuel   aqui mais ninguém fala
tão alto como tu   ninguém se cala
com essa dor serena e construída
não apenas de versos   mas de vida.

Alegre   Manuel   as línguas do teu canto
ateiam-nos fogo.
Neste lugar de lama e desencanto
tornas vermelho o povo.

José Carlos Ary dos Santos
fotos-grafias
Quadrante - 1970

Face a um desafio

"Si le hubiera cortado las alas habría sido mío, no habría escapado. Pero así, habría dejado de ser pájaro y yo, yo lo que amaba, era el pájaro."
Joxean Artze.



Pedi-te sempre que não olhasses para trás. Tu sabias que te queria demais, na totalidade, por dentro e por fora, só para mim e sem deixar nem um pouco para ti. Tu existias para que eu existisse queria-te sempre a voar ao meu redor, era eu o teu único destino...
Foi apenas isto que te obriguei a interiorizar por isso , num equívoco, deixei-te esvoaçar e tu não voltaste, seguiste e cumpriste, nem olhaste para trás...
Aí, entendi como era falso... Descobri, já só, que afinal eras tu o meu destino, que te amava por ti e apenas por ti. Descobri que as minhas mãos apenas têm dedos e não tenazese os meus braços apenas abraçam não agrilhoam;
o muito querer nem só tudo aceita, nem só tudo exige, o amar é dar e aprender.
Agora... só, olhando cada dia que nasce, repondo lá longe a linha do horizonte, sejas tu o Sol ou apenas o meu Sol, espero ansiosa…