quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Ainda sobre a Fome


No espaço de três segundos
morrem de fome duas crianças.

Desfalecem silenciosamente;
já nem forças para sofrer
e morrem lentamente.

E eu sei
e sinto uma profunda vergonha
e não consigo dormir
mesmo de olhos fechados.

3 comentários:

Manuela Araújo disse...

Caro Miguel
Bonito e triste poema.
Infelizmente todos "dormimos", uns de olhos abertos e outros de olhos fechados, não resistimos a esse sono da impotência. Uns com vergonha, outros sem ela.
Eu também tenho vergonha. Muita.
Um abraço

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Obrigado, Manuela,
mas também é verdade, que passados os momentos de desilusão, ainda vamos encontrando forças para combater/denunciar o caminho da vergonha, não é ?
Um abraço também

Manuela Araújo disse...

É verdade, Miguel, ainda bem que o é!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...