Pular para o conteúdo principal

Cáritas Portuguesa: Níveis de corrupção no país são "escandalosos"


Notícia da Lusa :

"O presidente da Cáritas Portuguesa disse hoje que os níveis de corrupção e as disparidades salariais no país são escandalosos, defendendo o regresso da ética à política e à economia."

Por falar em escandalos, o senhor Presidente da Caritas, não deveria em primeiro lugar pugnar para que a ética fosse palavra de ordem dentro da sua casa-mãe, a igreja católica ? E quanto a gastos olhar, por exemplo, para os rios de dinheiro dispendidos com uma basílica, de mais do que duvidosa necessidade, construida em Fátima; e com a futura igreja-nau do Restelo e demais obras sumptuárias para um culto em crise,   e que melhor teria sido talvez aplicar esses fundos na sua própria organização ?
É que é fácil gastar à "tripa forra" e depois vir fazer peditórios para a rua como se dinheirinho não houvesse disponível.
Ética, sr. Presidente da Caritas ?

Comentários

Os níveis de corrupção e de disparidades salariais já não são de agora e suponho que quer num caso, quer no outro, já foram maiores.No final:Boa pergunta. Abraço.
Francisco,
estes senhores põem-me fora do sério.
Não ponho em causa a sua actividade nem as suas ideias, apenas não se aproveitem dos seus cargos em organizações religiosas para falarem em nome delas. Ao fazerem-no têm um intuito que ultrapassa a natureza das próprias organizações.
Falem enquanto cidadãos, e nada tenho a argumentar, mas nesse dia não aparecem nos jornais porque enquanto tal ninguém os conhece.
Um abraço.
Caro Miguel Gomes Coelho,
Não conhecia o blog, apenas alguns comentários em paralelo :-)
Olhe, eu gostava é de conhecer (sob modo de separação criteriosa) o relatório de fundos da Cáritas..
Um abraço.
Jeune Dame de Jazz,
Obrigado pela sua visita.
Já há tempos que também tenho vindo a acompanhar os comentários que faz em blogs também por mim seguidos.
Fico contente por ter vindo até ao "Vermelho" e que continue, gosto dos seus comentários, e dos seus post's no "Tocando sem tocar".
Quanto à Caritas creio que, em princípio, o que pretende deve estar publicado.
O que me encanita é o aproveitamento que fazem para se meterem onde não devem.
Saudações.
Ana Paula Sena disse…
Se a ética falta, infelizmente, é um pouco por todo o lado.

Sem dúvida, clamar contra os outros, sem cuidar primeiro de si, é incorrecto. No mínimo.

Deixo-lhe as minhas melhores saudações, Miguel :)
e votos de um bom feriado (que vem aí...).
Ana Paula,
bem prega frei Tomás ...
Bom feriado também.
Saudações habituais.

Postagens mais visitadas deste blog

Sonhar a terra livre e insubmissa

E volto aqui sempre que posso, enche-me o peito...
E cada vez mais do que nunca...

Retrato de Manuel Alegre

Alegre   Manuel   alegre até à morte
que lindo nome para um homem triste
que lindo nome para um homem forte.

Alegre   Manuel   despedaçado
pela espada da língua portuguesa:
a palavra saudade   a palavra tristeza
a palavra futuro   a palavra soldado
Alegre   Manuel   aberto cravo
aos ventos da certeza.

Alegre   Manuel   aqui mais ninguém fala
tão alto como tu   ninguém se cala
com essa dor serena e construída
não apenas de versos   mas de vida.

Alegre   Manuel   as línguas do teu canto
ateiam-nos fogo.
Neste lugar de lama e desencanto
tornas vermelho o povo.

José Carlos Ary dos Santos
fotos-grafias
Quadrante - 1970

Face a um desafio

"Si le hubiera cortado las alas habría sido mío, no habría escapado. Pero así, habría dejado de ser pájaro y yo, yo lo que amaba, era el pájaro."
Joxean Artze.



Pedi-te sempre que não olhasses para trás. Tu sabias que te queria demais, na totalidade, por dentro e por fora, só para mim e sem deixar nem um pouco para ti. Tu existias para que eu existisse queria-te sempre a voar ao meu redor, era eu o teu único destino...
Foi apenas isto que te obriguei a interiorizar por isso , num equívoco, deixei-te esvoaçar e tu não voltaste, seguiste e cumpriste, nem olhaste para trás...
Aí, entendi como era falso... Descobri, já só, que afinal eras tu o meu destino, que te amava por ti e apenas por ti. Descobri que as minhas mãos apenas têm dedos e não tenazese os meus braços apenas abraçam não agrilhoam;
o muito querer nem só tudo aceita, nem só tudo exige, o amar é dar e aprender.
Agora... só, olhando cada dia que nasce, repondo lá longe a linha do horizonte, sejas tu o Sol ou apenas o meu Sol, espero ansiosa…