sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Repetições da História

"Não pode apelidar-se Pátria um país minado por ódios vesgos, uma terra onde medrem as ambições, as invejas, as vaidades, a ganância sórdida,. Pátria é sinónimo de Liberdae. Onde está a Pátria aí está também a Liberdade. É frase consagrada".

Não! Não é uma declaração de hoje.
É o início de uma mensagem em 21 de Março de 1928 de Sebastião Magalhães Lima, Grão Mestre do GOL.

2 comentários:

Ana Paula Sena disse...

Uma declaração que merece "n" repeticões!

Gostei de ler.

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Ana Paula,
a História repete-se e a experiência adquirida é nula.
Encontro discursos deste tipo durante a Primeira República ameudadas vezes.
É triste que nesta Segunda República a grande maioria do pessoal político e o próprio povo tenham deles desconhecimento; se tivessem conhecimento talvez os erros não se repetissem.
Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...