terça-feira, 15 de dezembro de 2009

El Vaticano establece que el matrimonio entre bautizados y no bautizados es inválido





Mas que grande preocupação ...!!!

(Notícia de Publico.es)

12 comentários:

Francisco Clamote disse...

Esta regra não percebo eu, nem com boa vontade.Doravante, um católico não pode casar com um não católico, à face da SICAR? Deve haver, na notícia, algum mal-entendido, tão absurda é a regra. Digo isto, porque ainda há dias assisti a um casamento católico entre uma católica e um não baptizado. Abraço.

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Francisco,
a mim também me surpreendeu, já que, familiarmente, ia tendo uma situação identica e não existia problema.
Mas na notícia diz-se que foi AGORA alterado o Direito Canónico, pelo que suponho ser uma nova ordem.
De qualquer modo é absurda ou não tanto se considerarmos a deriva conservadora do actual papa.
Um abraço.

Jeune Dame de Jazz disse...

"Olho por olho, dente por dente".. A economia precisa de baptizados, só pode, porque o sistema normativo da Igreja Católica já tem uma longa história..

MFerrer disse...

Há aqui dois poréns.
Um, e no caso de um dos noivos ser de religião diferente também não há casório válido?
Dois, e esta lei só pode ter efeitos retroactivos senão seria um paradoxo canónico. E então vou-vos dizer uma coisa. Vai para aí uma rebaldaria do caraças!
Alguém se esqueceu de mudar as folhas do calendário lá de casa?
Já deve estar um bocado atrasado, digo eu!

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Jeune Dame,
é mais um exemplo do radicalismo conservador que voltou a verificar-se na igreja católica assim como , e de novo, a apologia da superioridade do catolicismo face aos outros credos e/ou à ausência deles.
Um abraço.

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

MFerrer,
obrigado pelo comentário.Serve também ara o felicitar pelo magnífico "Homem ao Mar".
Quanto aos "poréns" eles existem e manter-se-ão já que não é crível que a hierarquia da igreja católica esteja interessada em os remover. Não há nada como deixar as situações dúbias para melhor poder pôr e dispôr da discricionaliade que o próprio poder lhes permite.

Fada do bosque disse...

Então agora temos um Papa reaccionário?! Em vez de vinde a mim, como disse Jesus, é afastai-vos de mim?!
Realmente, a Religião católica, não pára de surpreender!
Usa o poder, para por e dispor das ideologias e vida dos crentes? ...
Virou fundamentalista?!
Isto assim não vai lá...

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Este cardeal nunca virou fundamentalista, sempre o foi, ou não tivesse sido o "patrão" da "congregação da fé", antigamente chamada "inquisição".
Nunca se esqueça, Fada, que as religiões são projectos de poder de uma clique relativamente aos demais.
Por isso põem e dispõem a seu belo prazer e sem justificações porque são infalíveis dada a "inspiração divina" de que "são" portadores.
Um abraço.

Fada do bosque disse...

Por falar em fundamentalismos, T. Mike, este filme é bastante esclarecedor... se ainda não viu, acho que vai gostar.
Agora a "nova" Inquisição... é que por favor!... isso não! :(
Que dirá ele do casamento homosexual?! Vai tudo parar à fogueira do inferno?
Ele há cada uma!


http://www.ted.com/talks/lang/por_pt/richard_dawkins_on_militant_atheism.html

Um grande Abraço.

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Fada do Bosque,
do Richard Dawkins, de que li a "God's Delusion" sempre que tenho acesso vejo tudo. Gosto muito da maneira como se apresenta e apresenta os assuntos.
Quanto à inquisição, eu estava a referir que o Cardeal Ratzinger tinha sido o prefeito da congregação que antigamente era conhecida por Inquisição, não lhe estava a chamar Torquemada. Talvez se ele tivesse vivido na época do D. João III, fosse como o Torquemada, agora, a bem da verdade, hoje, também não teria essa hipótese. Agora que é um conservador radical, é.
Se reparar a igreja portuguesa nem quer falar no casamento dos homossexuais. Que o assunto seja tratado antes, para não toldar o ambiente aquando da visita papal.
Depois se verá...
Um novo abraço para si.

Paulo Assim disse...

Só me posso rir com as ideias dos religiosos. Dá-me a impressão que não querem ser felizes, nem querem deixar ser os outros. São verdadeiras anedotas.

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Paulo Assim,
não estão interessados na felicidade; a religião católica tem por base o sofrimento,quanto maior melhor.
E os prozélitos gostam ... então...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...